Meus posts favoritos 11/09/2017

Depois de viajar por Portugal, minha próxima parada foi Mykonos, na Grécia. Já não é nenhum segredo que eu sou apaixonada por essa ilha, então era de se esperar que eu voltaria para lá nas férias de julho né?! Kkk. Em junho eu estive em Mykonos para o casamento de um casal de amigos e gostei muito de conhecer a ilha fora da alta temporada. A comparação, portanto, foi inevitável, e sou obrigada a confessar que preferi quando vim em junho! Acho que a fama da ilha cresceu demais e estava tudo MUITO cheio quando fui para Mykonos em julho, especialmente na terceira vez, na última semana! Fora que só dava brasileiros né?! Hahaha. É claro que é bom estar com a sua turma, mas eu também gosto quando tem gente diferente!! Eu senti uma grande diferença nesse sentido! Mas estou reclamando de boca cheia…afinal, estava tão bom e tão divertido que eu voltei três vezes em menos de 2 meses!! Hahaha.

Mykonos em Julho - Moinhos

Somando todos os dias (primeiro e segundo round em julho) eu fiquei 9 noites na ilha! Como eu já postei muita coisa de Mykonos antes e as dicas estão todas atualizadas, resolvi juntar tudo em um post só de maneira mais enxuta! É mais um relato do que eu achei dos lugares esse ano, e claro, sempre com algumas novidades para vocês!  Para conferir todas as dicas de Mykonos, clique aqui!

OS VOOS

A parada em Paris na noite anterior foi estratégica porque a companhia lowcost francesa Transavia possui voos diretos para Mykonos de Orly, em vários dias da semana. Esses voos só operam durante o verão na alta temporada, então achei válido dormir uma noite em Paris e acordar cedo na manhã seguinte para pegar esse voo direto. Caso contrário, eu ia ter que fazer um monte de conexões para ir do Porto ou Lisboa para Mykonos, e acabaria perdendo um dia inteiro viajando. Meu voo saiu às 7h30 do aeroporto de Orly direto para Mykonos. Por motivos alheios, o voo atrasou e acabamos chegando em Mykonos somente às 13h, ao invés de 12h, mas mesmo assim valeu, pois eu ganhei um dia inteiro na ilha basicamente! Eu nunca tinha voado na Transavia, e como eu tive uma experiência boa com a Aigle Azur, estava esperançosa que a companhia seria tão boa quanto. Ainda mais se tratando de um voo de 3h30! Mas não tive a mesma sorte então fica a fica: as cadeiras do avião são EXTREMAMENTE estreitas!! Eu nunca vi uma cadeira tão estreita!! Uma pessoa um pouco maior não cabe na cadeira! Fiquei um pouco horrorizada hahaha.

Aliás, acho válido falar sobre como chegar em Mykonos. Realmente, Mykonos não é o lugar mais perto do mundo, especialmente vindo direto do Brasil! Em junho eu lembrei bem como era longe hahaha. O importante é sempre procurar os melhores voos, de menor duração e com conexões curtas, e a menor quantidade de conexões possíveis. Se você for para Mykonos fora da alta temporada, é provável que você faça duas conexões, porque não tem muito voo direto operando. Entretanto, durante a alta temporada, várias companhias lowcost como a Easyjet, Blue Panorama, Transavia e Vueling, operam voos diretos para as principais cidades na Europa. Por experiência, as melhores cidades para conectar nesses casos são: Roma, Paris (Orly) e Londres. Eu sempre uso o site da Google Flights e o aplicativo Rome2Rio para ver os voos disponíveis! É a melhor maneira de enxergar todas as companhias e as datas em quais os voos operam em determinada época. A maioria dos outros sites e aplicativos de busca não incluem os voos dessas companhias lowcost nos resultados, então você pode se dar mal! Para ver outros aplicativos úteis na viagem clique aqui!

OS HOTÉIS

MYCONIAN NAIA

No “primeiro round” eu me hospedei por cinco noites no hotel boutique Myconian Naia. Eu já mencionei isso em outro post, mas em Mykonos eu gosto sempre de mudar de hotel! Eu acho que tem tanto hotel bom na ilha hoje em dia que vale a pena experimentar um novo toda vez! Eu escolhi o Myconian Naia pela sua localização próxima ao centrinho. O hotel fica a walking distance do centrinho, cerca de 10 minutos a pé, mas eu acho que só rola andar durante o dia! Como não existem calçadas em Mykonos e as ruas são escuras e sinuosas, acho super perigoso caminhar à noite! A chance de você ser atropelado é grande! Eu prefiro ser cautelosa (minha cota de acidentes esse ano já deu hahaha) então pedia sempre para algum amigo me buscar de carro! De dia é super tranquilo e eu fui várias vezes para o centrinho a pé! Então o fator “walking distance” do hotel é um pouco relativo…

O Myconian Naia é o hotel mais novo do Myconian Collection, um grupo de hotéis com mais de oito propriedades na ilha! Todos são muito bons de modo geral, mas claro que sempre tem os “top de linha”. O conceito do hotel é all suites, ou seja, todos os quartos são suítes espaçosas, com uma única diferença em categoria: com ou sem piscina no quarto. Achei o preço da diária relativamente justo, especialmente se comparado a outros hotéis! Na chegada e na saída eles oferecem o serviço de transfer gratuito do aeroporto para o hotel, algo essencial. Aqui aproveito para abrir um parêntese e contar rapidamente sobre os táxis de Mykonos! A ilha possui apenas 30 e poucos táxis (não me lembro o número exato agora, um taxista me contou), então imagina a demanda na alta temporada! Chegar no aeroporto de Mykonos com um monte de malas (porque nós brasileiros não sabemos viajar com pouca coisa neam?! Hahaha) e ter que encarar aquela fila imensa de táxi é desmotivador! Com apenas 30 táxis rodando pela ilha a qualquer hora do dia, já imaginou quanto tempo vai demorar para um táxi chegar no aeroporto?! E esquece Uber! Além do mais, quando um táxi finalmente chega no ponto, você obrigatoriamente tem que dividir com mais gente! O motorista sai perguntando na fila quem vai na mesma direção que você, angariando passageiros! Hahaha – caos!! Portanto, tudo isso para dizer que um hotel que oferece serviço gratuito de transfer do/para o aeroporto ganha pontos!! Hahaha.

O hotel em si é super pequeno, mas charmoso. Ele possui um restaurante italiano onde também é servido o café da manhã (que eu não tomei nenhum dia kkk), uma piscina e um bar. Ele faz parte de um mini complexo de três hotéis do Myconian Collection – o Kyma e o Korali. Os hóspedes podem utilizar as facilidades, como restaurante e piscina, dos três hotéis, o que é algo legal. O SPA também é dividido pelos três hotéis. O SPA eu achei bem médio! Fiz uma massagem no primeiro dia e achei fraca, e ainda paguei caro! Então não recomendaria! Os quartos do hotel são excelentes, super amplos e espaçosos, bastante espaço de armário, ar condicionado possante, menu de room service até às 23h, cofre, etc. A decoração dos quartos é contemporânea em tons claros. Minha única reclamação com relação ao quarto seria o chuveiro e a tranca da porta! Pelo tamanho do banheiro, achei o chuveiro pequeno demais e falta pressão na água! Mulheres com cabelos compridos irão me entender! Hahaha Além do mais, a porta do quarto não possui uma tranca interna, ou seja, qualquer um com chave de fora pode abrir…não gostei! Não me senti 100% segura. Fora isso, o staff do hotel é super atencioso e prestativo, especialmente a Concierge! Ela organizou o aluguel do nosso carro, bem como todas as reservas nos restaurantes, cadeiras de praia e mesas nas baladas.

MADOUPA

No segundo round, eu tive que improvisar, pois não tinha mais hotel bom disponível na ilha inteira!! Eu quase fiquei sem e tive que voltar para o Brasil na data inicialmente planejada ao invés de esticar! Meus amigos me salvaram, graças a deus! A primeira noite eu estava “homeless” hahaha então pedi para uma amiga me abrigar na sua villa por uma noite, até mudar para o hotel que só vagaria no dia seguinte! No segundo dia, eu migrei então para o hotel Madoupa, onde passei as próximas três noites. Eu não posso reclamar, porque sem o Madoupa eu não teria voltado pra Mykonos! Kkkk. Foi tudo improvisado de última hora, eu resolvi esticar minhas férias e ficar mais uns dias, e não tinha hotel disponível em Mykonos e nem St Tropez! Os familiares de um amigo resolveram voltar para o Brasil antes e o hotel já estava reservado, então o meu amigo gentilmente me cedeu o quarto deles quando vagou! Foi minha salvação! Mas caso contrário, não teria ficado lá!

O hotel diz que é “boutique e cinco estrelas”, mas não é não!! Hahaha. Ele é BEM fraco. Não sou fresca nem nada, mas achei a localização ruim e o serviço pior ainda! Para começo de conversa, o hotel não está nem perto do centro e nem na praia. Ou seja, isolado no meio de uma bifurcação de duas estradas o que levava ao segundo problema: o barulho no quarto. Como os quartos são basicamente em cima da estrada, o barulho à noite é desgraçado!! A sorte é que eu tenho um sono muito pesado e apago, tipo pedra – não escuto nada! Qualquer outra pessoa não conseguiria dormir, juro! Achei a cama dura, nada confortável! Tudo isso dá para relevar, mas acho que eles pecaram no serviço de quarto. Nesses três dias que fiquei hospedada, ninguém trocou uma sequer toalha!! Achei um absurdo! Portanto, NÃO recomendo este hotel e por isso também nem tirei fotos!!

LITTLE VENICE

Geralmente minha programação em Mykonos ao acordar é ir direto para a praia! Uma coisa vai emendando na outra e quando eu me lembro já é tarde demais para ir dar uma volta no centrinho de dia! A parte chamada de Little Venice é um charme – eu adoro ir para fazer compras obviamente, mas também para passear e tirar fotos! Como eu já tinha ido para Mykonos em junho e ia passar ainda mais dias agora em julho, achei que valia a pena tirar dois dias para passear pelo centrinho de manhã, ou seja, abrir mão da praia kkk. O legal aqui é caminhar sem rumo, se perder mesmo, e ir encontrando os lindos cantinhos escondidos e fotogênicos! É um mais lindo que o outro!

HIPPIE FISH 

No primeiro dia fui almoçar no restaurante Hippie Fish em Agios Ioannis para encontrar umas amigas! O Hippie Fish é um restaurante relativamente grande (ele é dividido em duas seções) e é bem chill. É o lugar perfeito para um late lunch tranquilo, sem o agito e música alta. O pôr do sol aqui também é muito bonito. O cardápio do restaurante é essencialmente grego-mediterrâneo, mas tem pratos internacionais também. A melhor parte do almoço foi a sobremesa! Você precisa provar os “honey dumplings”! Servidos com sorvete, eles são uns deliciosos bolinhos fritinhos cobertos com mel. Lembra até aquelas sobremesas chinesas. Muito bom!

PRINCIPOTE DE PANORMOS

O Principote de Panormos abriu ano passado após uma reforma extensa e eu achei que esse ano o astral do lugar já mudou! Ano passado o restaurante era mais calmo, você sempre conseguia uma mesa…talvez por ter sido o primeiro ano ou talvez porque o restaurante de Panormos sempre teve um astral laid-back e discreto! Mas esse ano o local já virou um “party place”, tentando seguir um pouco a linda do Nammos. O que esperar? Um mix de pessoas feias e bonitas dançando em cima da mesa e música alta…até demais! Almocei lá no primeiro dia e a música ficou tão alta que estava desagradável…não conseguia conversar com a pessoa do meu lado, por exemplo! A comida continua boa – a sobremesa é o highlight sem dúvida! Com certeza vocês viram em diversos stories a famosa torre de massinha crocante que vai sendo destruída e vira migalhas amassada com canela, sorvete, etc….é MUITO boa!!! Hahaha.

Mykonos em Julho - Principote de Panormos

SCORPIOS

O Scorpios (junto com o Alemagou) é meu lugar preferido para almoçar, tanto que fui três vezes kkk! Eu amo o ambiente, o astral, as pessoas que frequentam, a comida, as festas…ou seja, eu amo tudo sobre este lugar! O serviço é excelente e a comida é muito boa! Não tem erro. A única coisa importante que já mencionei no último post sobre Mykonos é a importância de ser pontual! Se você reservou uma mesa para o almoço às 15h, chegue pontualmente às 15h e com o seu grupo INTEIRO senão você não irá sentar e poderá perder a sua reserva. Eles são chatos com isso, e apesar se irritar as vezes, é o certo…é por isso que tudo funciona bem por aqui, diferente do Nammos! Hahaha. O cardápio é bem variado, então agrada a todos os gostos e paladares. Não deixe de pedir o “grilled pita bread” de entrada – ele vem quentinho e temperadinho! As sobremesas daqui também são muito boas. Eu recomendo o “chili chocolate cake” e o “pavlova” que nada mais é do que uma mousse de chocolate branco com morangos e suspiro! Hmmm.

Coisas importantes para saber: as festas só acontecem de terças, quintas e domingos! Ou seja, nos outros dias o Scorpios é bem mais calmo e é o lugar perfeito para um chilled lunch sem muito barulho kkk. Nesses dias, ao invés das festas, acontecem os “sunset rituals” que são bem legais…uma música mais calma, com DJ e músicos tocando ao vivo, mas tudo bem mais relax. É bem legal esticar o almoço e ficar tomando drinks nos sofás apreciando o pôr do sol. Nos outros dias, o Scorpios ferve hahaha. Infelizmente não peguei nenhum domingo no Scorpios esse dia (costuma ser meu dia favorito), mas gostei muito da festa de terça que peguei no primeiro dia!! Estava super divertido e agradavelmente cheio. O único problema foi o frio!! No meu “primeiro round”, estava ventando DEMAIS em Mykonos – estava FRIO! Pasmem! Kkkk. Tão frio que eu tive que sair correndo para comprar algum poncho/casaco na lojinha da Caravana lá dentro. Acho que foi o dia que a loja mais vendeu na temporada, esgotaram quase todo o estoque hahaha. Também acho válido mencionar a praia do Scorpios. Para minha surpresa eles expandiram um pouco a praia então está um pouco melhor, mas o mar aqui ainda continua igual…a cor da água não é tão linda quanto as praias vizinhas, como a Psarou e Paraga. Mas ficou mais agradável tomar sol aqui agora. Único problema é que as cadeiras/cabanas só podem ser reservadas até 12h30!

Mykonos em Julho - Scorpios

ALEMAGOU

O Alemagou, assim como o Scorpios, é minha segunda casa em Mykonos pelos mesmos motivos: ambiente legal, música boa, comida e serviço excelente e festas boas! Eu adoro passar a tarde toda aqui! A praia do Alemagou é bem melhor…o mar é um pouco bravo nesse lado da ilha, mas a sua praia fica um pouco protegida numa pequena baía, então não atrapalha muito. Aliás, a temperatura da água aqui estava muito melhor. Gosto de tomar sol aqui antes de almoçar. Se você chegar mais cedo você também pode tomar café da manhã na praia, além de pedir comidinhas para ir matando a fome ao longo do dia. O smoothie de cenoura é delicioso (e olha que eu não gosto de cenoura kkk) e o misto quente é perfeito para tapear a fome se você for que nem eu que não toma café da manhã e pula direto para o almoço e não sabe se come algo antes ou não kkk.

O dono do Alemagou é um grego jovem, super simpático e educado, sempre preocupado em agradar e acomodar todo mundo. Isso faz toda diferença. Tanto é que um dia tentamos almoçar no Nammos e simplesmente desistimos e resolvemos comer no Alemagou (onde não tínhamos reserva) onde sempre são atenciosos. A comida aqui é deliciosa! O ideal é pedir um monte de entradinhas para dividir ao invés de cada um pedir um prato. Recomendo: o “grandma’s eggplant”, “taramosalata” e o “king crab tartare”. As batatinhas fritas daqui são top hahaha (sim, não resistimos e pedimos um dia), os “meatballs” e “mini chicken burgers” também. Mas a melhor parte é a sobremesa. Eu andei meio doceira essas férias, não sei porque, mas curti demais todas as sobremesas, algo que raramente como! Você não pode deixar de provar o “lemon cake mojito”!! É a melhor sobremesa de Mykonos hahaha. Sonhei com ela já desde que voltei kkk. Almocei três vezes no Alemagou também, e nas três eu pedi a mesma sobremesa!!

Mykonos em Julho - Alemagou - Ftelia

Durante a alta temporada, duas vezes por semana, geralmente às quartas e sextas, o Alemagou monta algumas festas bem legais! Algumas são mais “caprichadas” que as outras em sentido de estrutura, mas todas são legais e com música muito boa! Peguei uma festinha menor na primeira sexta-feira com os DJs Tale Of Us e depois na segunda sexta-feira uma maior, mas que também estava mais desorganizada e caótica! Kkk. Mas valeram a pena! Mas fora da temporada essas festinhas não rolam, então é diferente do Scorpios nesse sentido. Por exemplo, quando fui em junho, o Scorpios já tinha as suas três festas semanais, enquanto o Alemagou não tinha nenhuma. Mas isso não é algo ruim!! É bom também curtir o Alemagou de maneira tranquila!! Kkk.

Mykonos em Julho - Alemagou - Ftelia

NAMMOS

No primeiro sábado, antes de ir para St Tropez, fizemos uma reserva para almoçar no Nammos, na praia de Psarou. Até tentamos ir, mas desistimos e demos meia volta depois de ver toda a muvuca. Nammos em alta temporada simplesmente NÃO DÁ!! Alguns amigos mais novos até gostam, mas eu me recuso a pisar lá no final de julho!! O lugar mais parece um formigueiro, entupido de gente, um povo feio no geral e tudo muito caótico. Eles não têm controle nenhum das reservas e as mesas que chegam para o first seating simplesmente não levantam mais. Ou seja, se você reservou uma mesa para 15 horas, você só vai sentar sabe lá que horas (se é que vai sentar)! O pior de tudo isso é que parece que você está pedindo um favor para hostess, pedindo para sentar e perguntando quanto tempo vai demorar para a mesa ficar pronta. É tudo muito estressante e desagradável, até a espera é lotada, então pergunto: para que passar por isso nas férias?! Deveria ser o oposto né?! Uma pena que tenha ficado dessa maneira, porque a praia é uma das mais lindas, os restaurantes são charmosos e a comida é boa, mas ficou impraticável! Eu pelo menos não tenho mais paciência! Além do mais, esse ano eles construíram um complexo novo, com garagem subterrânea e um mini shopping ao ar livre. Com isso, eles resolveram mudar a “entrada oficial” ao Nammos para o outro lado de propósito, obrigando você a passar por todas as lojas, percorrendo um caminho inútil que nada mais é do que um desvio. E vamos combinar que por mais que o Nammos precisasse de um estacionamento maior (sempre foi caótico parar o carro aqui), um estacionamento subterrâneo não combina AT ALL com Mykonos né?! Achei que ficou tudo “too much”! Não gostei! A única coisa boa nesse complexo novo é a loja Luisa World que já existia antes, apenas mudou de local e ficou maior. Fiquei bem desapontada.

KALUA 

Não sei se eu já mencionei esse beach club antes, mas o Kalua é uma alternativa legal para a praia! Situado em Paraga Beach, ao lado do Scorpios, o local tem um restaurante semi-aberto agradável e muitas cadeiras na praia! A praia de Paraga não é muito grande, mas a água aqui é linda! Veja as fotos e tire suas próprias conclusões! Kkk. As cadeiras do Kalua são confortáveis e eles oferecem serviço de praia, com bebidas e alguns lanches leves. Tomar sol aqui é gostoso porque tem uma música ambiente tocando o tempo todo – nada muito alto e nem baixo! É bem relaxante. Eu fui para o Kalua no meu penúltimo dia (do segundo round) para descansar. Depois de praticamente 1 mês de férias, eu estava exausta! Só queria ficar jogada na sombra na praia ou boiando no mar transparente a tarde toda kkk…a famosa lei do menor esforço hahaha! Então aqui vai uma dica valiosa!!! Aqui em Paraga você encontra massagistas filipinos que oferecem massagens de 30 minutos na sua própria cadeira de praia! É fantástico! Eu prontamente chamei a massagista quando a avistei e fiquei descansando enquanto ela massageava minhas pernas por meia hora hahaha. O preço é razoável e vale cada centavo! Resumindo, o Kalua é um excelente lugar para curtir a praia, e se não quiser almoçar por lá e quiser algo mais descolado, você sempre pode andar para o Scorpios como nós fizemos!

AS COMPRAS NO CENTRINHO

Além das lojas que vou mencionar agora, veja aqui onde fazer compras em Mykonos! Antes de tudo, fazer compras em Mykonos requer tempo e dedicação!! Hahaha. Eu acho que sempre rola uns achados, mas você tem que estar disposto a rodar igual barata tonta pelo centrinho por horas e horas! Muitas lojas legais ficam escondidas ou em ruelas pequenas, e sinceramente é muito difícil explicar aonde ficam, porque nem eu sei direito kkkk, então prefiro apenas mencionar os nomes! Mykonos é ótimo para comprar acessórios de praia, óculos de sol, sandálias rasteiras e acredite se quiser – joias e bijoux! As lojas mais bacanas de Mykonos são multimarcas que carregam todas aquelas marcas internacionais conhecidas, mas não vale a pena comprar essas roupas lá, pois são muito mais caras!! A não ser que você encontre uma peça especial que estava procurando ou algo que você simplesmente não pode viver sem hahaha senão sugiro comprar na sua próxima viagem para Paris, Miami ou Nova Iorque kkkk! Como mencionei antes, o legal de Mykonos é que as lojas ficam abertas até tarde – várias até 2 ou 3 AM! Então você sempre terá um tempinho para dar uma olhada nas coisas, nem que seja a caminho do seu jantar kkk.

Para os amantes de bijoux com olho grego etc, recomendo circular pelas lojinhas ao redor do tradicional bar Castro – as opções aqui são infinitas!! A loja Catherine tem um monte!! As melhores lojas de óculos de sol são: Mykonos ShadesPrecise OpticsLunettes e Optique Boutique by Papadopoulos. A dica que eu já dei antes de pagar em cash segue valendo…você consegue excelentes descontos! Aliás, negocie sempre e peça um desconto sem medo e vergonha! Hahaha. Se você está a procura do bronze perfeito, pare em qualquer farmácia ou mercadinho e compre um pote de Carroten Intensive Tanning Gel – você não vai se arrepender! Eu apelidei essa “graxa” de Lancaster Grego! Hahahaha. A loja T-bar possui mais de um endereço no centrinho e é super divertida! Aqui você encontra bonés, camisetas, chaveiros, isqueiros…tudo com frases e imagens divertidas! É a loja perfeita para comprar uma lembrancinha para alguém ou se você ama cacarecos! Eu não aguentei e tive que comprar o boné “Despacito in Mykonos” hahahaha!! Fora as já mencionadas no post “Compras em Mykonos”, quem procura roupas vale dar uma olhada também nas lojas: White e Enny di Monaco.

LING LING 

À noite, fui jantar no Ling Ling – aka Hakkasan! Foi uma surpresa agradável porque nos outros anos achei eles desorganizados, sempre demorou muito para sentar mesmo com reserva, e achava a comida razoável, nada demais. No entanto, esse ano foi o meu restaurante predileto! A comida estava muito boa, a cozinha fecha mais tarde, o lugar estava animado também até mais tarde, então dava para ficar tomando drinks até 2 AM escutando música, não demorei para sentar nenhum dia, e ainda tinha o show de um cantor toda noite que animava muito o ambiente! Jantei lá mais uma vez no segundo round e também estava excelente. Uns dos melhores pratos? O “black truffle roast duck” e o “toban ribeye in spicy bean sauce”! Os drinks aqui também são ótimos!

NOBU MATSUHISA

A comida do restaurante Nobu Matsuhisa estava muito boa este ano novamente! Digo isso porque desde o ano passado eles finalmente voltaram a acertar depois de alguns anos ruins! O restaurante é super agradável, com ambiente ao ar livre, situado à beira da piscina do Hotel Belvedere, e vive lotado! Reserva é essencial. No cardápio você encontra os clássicos e alguns pratos feitos especialmente para o restaurante em Mykonos. Eu recomendo muito provar os “anticucho taquitos”! Eu amo e não encontro nos outros Nobus!! Além da comida deliciosa, os drinks também são excelentes! Sempre peço o meu tradicional “apple martini” kkk. A cozinha aqui fecha um pouco mais tarde então é um bom lugar para jantar depois de um sunset party no Scorpios, por exemplo. O serviço aqui é bem eficiente e rápido então uma dica é pedir os pratos aos poucos, senão eles trazem tudo ao mesmo tempo, algo que eu pessoalmente não curto, afinal o gostoso é ir pedindo e degustando aos poucos né?! Vale muito a pena jantar aqui pelo menos uma noite!

INTERNI

O Interni é sempre um dos meus restaurantes favoritos todo ano e talvez seja um dos mais clássicos de Mykonos. Esse ano infelizmente eu achei que erraram a mão nas reservas e no tempo de espera. Sempre teve espera (mesmo tendo reserva), mas era pouca coisa. Esse ano o tempo média de espera para quem tinha uma reserva e chegou no horário era de 1/1h30…chato né?! Todos meus amigos que foram fizeram o mesmo comentário! Por causa disso eu só fui uma vez! Mas o ambiente continua animado e bem frequentado, e os drinks continuam bons hahaha. A comida estava boa, alguns pratos melhores que outros, mas achei que deu uma caída de modo geral! Talvez tenha sido o meu prato – achei um pouco sem graça! Em junho achei a mesma coisa! De entrada dividimos um gnocchi que estava incrível, e de pratos principais pedimos os “wagyu mini burgers”, “spicy crab tagliolini” e “ginger and saffron pappardelle”. Todos estavam bons, mas nada incrível. Se tem uma coisa no Interni que nunca tem erro pedir, essa coisa é sobremesas! Kkk. Para finalizar o jantar nós rachamos um soufflê de chocolate com calda de caramelo quente…perdição total!!! Recomendo!! Eu não deixaria de ir no Interni, mas leve a paciência junto e prepare-se para esperar! Hahaha.

LOTUS

Em uma das noites da primeira semana eu fui jantar no restaurante Lotus pela primeira vez! Minha amiga me introduziu esse lugar que é um charme! Localizado bem no meio do centrinho, bem na calçada mesmo, esse micro restaurante é tudo de bom e um dos segredos mais bem guardados de Mykonos! Acho que por ser tão pequeno, todo mundo passa na frente e não percebe ele! Eu não sabia da sua existência ao longo de todos esses anos!! Kkk. Não deixem de jantar uma noite aqui, eu recomendo muito! No Lotus você encontra um menu de drinks fantástico (eu provei o “apple mojito” da casa) e o melhor hambúrguer de Mykonos!! Isso mesmo…o restaurante é despretensioso, mas o cardápio é recheado de pratos trufados, um melhor que o outro, como os cogumelos salteados e grelhados com raspas de trufas negras que comemos! Muito muito bom!

THEA ESTIATORIO

Em um dos dias, acabamos não tendo muito tempo para almoçar antes de ir para a festinha no Scorpios então resolvemos comer algo rápido perto do nosso hotel. Na hora pensamos no Hotel Belvedere, mas não tínhamos certeza se o Nobu estaria aberto. De fato, o restaurante estava fechado, mas um outro estava aberto e foi uma descoberta boa!! O Thea Estiatorio é o novo restaurante grego contemporâneo do hotel. Igual o Nobu, suas mesas ficam à beira da piscina, portanto simpático! Resolvemos comer ali mesmo e fomos positivamente surpreendidos! Eu diria que o menu não é bemmm grego, visto que de entrada pedimos uma focaccia trufada, entre outras coisas, e de prato principal eu provei uma massa com molho bolonhesa de frango e “lemongrass”. Nunca imaginei essa combinação e posso dizer que é uma delícia! Hahaha. Repetiria muitas vezes novamente! Tudo que pedimos do cardápio estava muito bom e o staff foi super atencioso, então fica a dica de um lugar diferente!

AS BALADAS

Dessa vez eu acabei saindo pouco à noite em Mykonos! Eu curti mais as festas de dia que acabavam por volta da meia-noite. A minha balada preferida é a Moni, mas fui apenas uma vez agora em julho! Gosto que ela é pequena e aconchegante, e geralmente os DJs que tocam são muito bons! Aqui também costuma ter mais gente bonita do que nas outras baladas! Depois da Moni eu gosto de dar aquela esticada final na Guzel dependendo da minha animação kkk. De novo, fui apenas uma vez na Guzel nesses dois rounds, algo inédito hahaha! A Guzel é super divertida, toca música comercial, bastante hip-hop, “despacitos” e afins hahaha…e tirando a Cavo Paradiso e agora a balada nova Void, é a que termina mais tarde! O agito rola solto na Guzel até umas 7/7:30 AM! Dica: reserve uma mesa com antecedência e chegue cedo (leia-se 3 AM quando ela começa) se não quiser ficar esmagado no corredor do bar! O bar Astra continua sendo o point para o esquenta ou para aqueles que querem uma noite um pouco mais tranquila, tomando um drink com música boa e gente bonita. Em junho o bar ainda estava fechado, então aproveitei para ir bastante dessa vez! Eu adoro! Bem na frente do Astra você encontra o Bonbonniere, mas eu pessoalmente não gosto! O que começou como um lounge alguns anos atrás, agora virou uma baladinha no meio do centrinho. É um lugar legal para quem gosta de fumar narguille.

Dica nº 2: Não vá na Cavo Paradiso!! Hahaha. É sério, eu acho trash DEMAIS. Na verdade, eu sempre achei a Cavo trash, até quando eu era mais nova, mas como antigamente não tinha muita opção de balada em Mykonos, esse era o programa. Mas hoje com tanta coisa nova abrindo e um monte de bares legais, não tem porque ir na Cavo! Além de ser longe do centro e a estradinha a noite perigosa, tem muita gente feia! Quando o sol começa a nascer, a galera louca pula dentro da piscina que tem no meio…sei lá…uma cena bizarra que prefiro nem lembrar hahaha. Eu acabei indo na primeira noite do segundo round porque precisava encontrar a minha amiga (dona da casa onde eu me hospedei por uma noite) – para nunca mais! A balada nova Void abriu este ano no lugar da antiga Space no centrinho e prometia muito com uma line-up incrível de DJs peso pesado, mas no final decepcionou um pouco! Eu fui dois dias (uma vez em cada round kkk) para ver o Guy Gerber tocar. O sistema de som do lugar é fantástico, mas achei a área VIP bem estreita e apertada, e o layout de modo geral meio estranho…parece que a balada “não começa”, não sei explicar! Essa foi a impressão geral de todos os meus amigos! Então vale a pena conhecer se tiver um DJ legal tocando naquela noite, mas eu ainda prefiro muito mais ir na Moni por exemplo!

YUMMY

A melhor maneira de resumir esse lugar é: a grande tentação e perdição da viagem! Hahaha. Eu já falei sobre o Yummy no meu último post de Mykonos (Casamento em Mykonos), mas impossível não falar dele novamente! Localizado no centrinho, o Yummy é point a qualquer hora do dia!! Ele fica aberto praticamente 24 horas por dia (é possível que seja, nunca confirmei isso), então sempre que a fome bater faça uma pausa para um lanche aqui!! Eu acho que passei no Yummy todos os dias da viagem! Eu confesso hahaha! Tomei café a manhã no Yummy um dia, no outro eu jantei, eu comi um crepe doce no final do dia porque deu vontade, e também comi o cachorro quente prensado várias vezes de madrugada antes de dormir. E o mais engraçado era que toda vez eu encontrava algum conhecido lá também! Kkk.Aqui tem de tudo: crepes, sanduíches, waffles, sucos, smoothies, etc. Yummy é vida! Hahaha. Imperdível!!!

MELHOR MOMENTO: Com certeza quando eu e minhas amigas encontramos um telefone de lagosta literalmente amarrado em uma das palmeiras no meio do sunset party no Scorpios! Hahaha! Adoramos coisas temáticas então o telefone virou sensação! Kkk.

NÃO CONSIGO PARAR DE PENSAR: Na correntinha de espinha de peixe de olho grego que namorei tanto, mas não comprei! Me arrependi no momento que eu fui embora! Era linda! A foto está na seção de compras no centrinho!

PRATOS PREDILETOS: O x-burguer do restaurante Lotus, o “Spicy Bean Beef” do Ling Ling, o surpreendente “Chicken Bolognese” no Thea Estiatorio, os “Anticucho Taquitos” do Nobu, e o “Grilled Pita Bread” no Scorpios.

MELHORES SOBREMESAS: O crepe com Nutella Branco e Normal no Delicious, a sobremesa do Panormos, o “Lemon Mojito Cake” no Alemagou e os “Honey Dumplings” no Hippie Fish!

MELHORES DRINKS: Eu amo o “Apple Martini” do Ling Ling e do Interni, mas o “Apple Mojito” do restaurante Lotus não ficou atrás! As “Margaritas” e os “Mojitos” no Scorpios também são campeões!

MELHOR FESTA: Scorpios Sunset Party

MELHOR BALADA: Moni

MELHORES RESTAURANTES: Scorpios e Alemagou para o almoço, e o Ling Ling e Nobu para o jantar.

COMPREI: Dois pares de óculos de sol, sapatos, um poncho da marca Caravana no Scorpios para me proteger do vento gelado e cacarecos tipo o boné “despacito”!

IMPERDÍVEL: O cachorro quente prensado do Yummy na madrugada!

DICAS EXTRAS

Dessa vez eu acabei não indo em alguns lugares que eu adoro, mas não poderia deixar de indiciar! Restaurantes: Spilia, Buddha Bar no recém-reformado hotel Santa Marina (ficou um show aliás), Kiki’s (em Agios Sostis), Uno Com Carne, Sea Satin e o Avra (comida deliciosa)! Para os #SunsetLovers, não deixe de apreciar o pôr do sol no 180º Sunset Bar, tomando um drink no também reformado Caprice em Little Venice, ou à beira da piscina no hotel Cavo Tagoo!.

Comentários

comentários

Related Posts

Voltar