Reserve Aqui12/05/2017

A caminho do Marrocos eu e minha mãe fizemos um stopover em Londres. Chegamos de manhã no dia 16/abril, domingo de Páscoa, e no dia seguinte, no final da tarde, seguimos em direção ao Marrocos. Foram exatas 36 horas na capital inglesa, mas valeu a pena!

O HOTEL

Nos hospedamos no The London Edition dessa vez. Londres tem tanto hotel bom então gostamos de sempre variar! Kkk. O hotel é lindo e menor do que a gente esperava, o que foi uma surpresa agradável. O lobby é lindíssimo e o quarto é super aconchegante com painéis de madeira e uma cama super macia e confortável! O banheiro do nosso quarto era grande para padrões normais, o que também achamos bom! O hotel é bem localizado, pertinho da Oxford Street. Inclusive, a estação de metrô da Oxford Street fica a apenas uma caminhada do hotel e é uma parada bem central! O hotel possui dois bares: The Punch Room e o lobby bar. O primeiro é uma espécie de “Gentleman’s Club”, mas escuro e privativo. O lobby bar é super badalado e a partir das 17h lota! Eu amei o cardápio de drinks – achei as descrições dos tipos de drinks muito divertidas hahaha. Experimentei o “Peacock Edition”.

O PROGRAMA

Contrariando a previsão do tempo no meu iPhone, o dia estava LINDO, ensolarado, com céu azul e temperatura agradável (não estava frio demais). Um dia assim em Londres PEDE programas ao ar livre! Como era domingo de Páscoa, todas as lojas estavam fechadas então o programa foi passear, sem pressa e sem agenda. Mas para variar, batemos muita perna – tipo 20km caminhando pela cidade que tal?! Kkk. Para nos locomover, utilizamos o tube. Em vista do recente ataque terrorista na cidade, eu confesso que fiquei meio tensa com a ideia de usar o metrô, mas minha mãe insistiu, e foi tranquilo, graças a deus.

Antes de sair, tomamos café da manhã no Berners Tavern, o restaurante principal do hotel. Eu sempre vi fotos deste lugar, mas não imaginava que seria tão bonito ao vivo! A decoração é um show à parte! Já que estava de férias, me joguei: no primeiro dia comi “blueberry pancakes with honey bananas” e no segundo provei os “waffles”! Tudo estava bom, mas o suco fresquíssimo de maçã foi a estrela!

Começamos o passeio em Notting Hill, mas no caminho entramos no Kensington Gardens, onde tem o memorial da Princesa Diana e o palácio onde ela morava. Como já é primavera, os jardins estavam lindos!! Tudo começando a florescer, as cerejeiras, etc. Neste ano completa 20 anos da trágica morte da Lady Di (parece que foi ontem juro), então em sua homenagem, os jardineiros do palácio criaram um “White Garden” cheio de “forget me nots” (a flor Miosótis “não-me-esqueças”), sua flor preferida – muito bonito!

Londres - Kensington Gardens

Em Notting Hill passeamos pelo bairro e fomos descendo a Portobello Road, observando as lindas casinhas coloridas ao longo do caminho e em algumas ruas adjacentes. Quero já uma casa rosa ou lilás! Hahaha. É muito fofo!

De lá pegamos o metrô novamente e descemos perto de Sloane Square em Chelsea. Almoçamos no The Ivy Chelsea Garden que estava com uma decoração lindíssima na porta para a Páscoa! Wow! Não tínhamos reserva, mas conseguimos sentar com a condição de liberar a mesa até X horas. Não deixe de provar os “truffle arancini” de entrada para beliscar e o refrescante “Garden Iced Tea”. O menu é bem extenso – eu acabei optando por um “chicken milanese” e minha mãe pediu um “steak tartare”.

Londres - The Ivy Chelsea Garden

Resolvemos comer nossa sobremesa em outro lugar, então depois do almoço fomos andando na direção de Belgravia. No caminho, não muito longe do restaurante, tem uma pequena rua sem saída, Bayswater Street, que é CHEIA de casinhas coloridas! Vale a pena ver.

Na esquina da Ebury Street com Elizabeth Street, em Belgravia, fica a deliciosa loja de bolos Peggy Porschen. O lugar é todo rosa e parece ter saído de um filme! Os bolos e cupcakes aqui são deliciosos, e todas as sobremesas são servidas em louças de tons pastéis – coisa de boneca kkk! Dividimos um pedaço de bolo de limão, framboesa e rosas. Recomendo parar aqui para tomar um chá e comer um docinho se estiver na região.

Continuando o passeio, pegamos o metrô novamente e descemos na estação de Westminster, ao lado do Big Ben e do Parliamento, e atravessamos a ponte para a área de Embankment. Nossa, estava uma muvuca!! A quantidade de gente caminhando, aquela multidão, me deu agonia!! Especialmente perto do London Eye. Não conseguimos ficar muito tempo, então atravessamos o Millenium Bridge e fugimos para Covent Garden.

Eu adoro a região de Covent Garden e acho que muitas vezes esquecemos como é gostoso passear por ali. Conhecido também como Theatre District, as ruas estão cheias de restaurantes e lojinhas. É bem agradável! Já que estávamos por lá, fiz questão de procurar o famoso Neal’s Yard, um lugarzinho lindo e colorido que sempre via em fotos!! Sempre quis conhecer e ver esse lugar ao vivo! Trata-se de um pequeno pátio escondido com portas e janelas coloridas, um charme! Vale conhecer.

Covent Garden, Londres - Neal's Yard

Do lado de Covent Garden fica Chinatown! Vocês já sabem minha paixão por comida chinesa e asiática em geral, então óbvio que não resisti e dei uma andada por lá kkk. O lugar é uma graça, todo decorado com lanternas chinesas nas ruas. Conheci uma loja que vendia um bolinho em formato de peixinho, recheado com um creme de baunilha – dava para sentir os aromas de longe! Uma coisa, fiquei com muito desejo, mas acabei não provando hahaha.

Chinatown, Londres - Tai Yaki

Depois de bater perna o dia inteiro, estávamos moídas!! Voltamos para o hotel para descansar e tirar um power nap. Fomos jantar no badalado restaurante Sexy Fish, em Mayfair. Estávamos com receio de estar vazio, pois era domingo de Páscoa, mas que nada – tava LOTADO! Kkk. Adorei o restaurante! O cardápio de drinks parece uma revista, achei o máximo. Foi difícil escolher um, todos são bem criativos e tem nomes divertidos. Acabei provando o “Front Row” que vem com sua própria passarela hahaha. A comida estava boa, mas nada de especial sinceramente. É um lugar agradável para jantar, bem frequentado e com gente bonita, porém caro.

No dia seguinte, aproveitamos a manhã para fazer compras na Selfridge’s. O plano era sair de lá e almoçar em Chinatown para comer dim sums, mas como não tínhamos muito tempo, acabamos almoçando no Ping Pong, que fica do lado. O restaurante é o famoso bom, rápido e barato kkk. Comemos um monte de “steamed dumplings” e “char sui buns”, e em seguida voamos de volta ao hotel para fazer check out e ir para o aeroporto!

DICAS EXTRAS

Do aeroporto de Heathrow para o centro de Londres, a melhor e mais econômica maneira de ir é com o trem Heathrow Express. Basicamente, em 15-20 minutos você chega em Paddington Station, no centro de Londres, e de lá pega um taxi para onde quiser. É bem mais barato do que ir de taxi, sem falar no trânsito! O trem é excelente, super bem mantido, limpinho, e tem WiFi! Funciona em ambos sentidos. O trem costuma sair a cada 15 minutos, mas em feriados ele é menos frequente, então sempre verifique os horários!

Outra dica válida no aeroporto de Heathrow é o Fast Track. Se você estiver viajando de executiva ou primeira classe, não deixe de pedir o Fast Track para a comissária de bordo ou no check-in – faz toda diferença! Com filas exclusivas, você passa pela emigração e raio-x rapidamente.

Para compras, anote os seguintes endereços: Ledbury Road e Westbourne Grove em Notting Hill, Elizabeth Street em Belgravia, a loja Skinny Dip na Neal Street em Covent Garden, e a loja de departamento John Lewis para eletrônicos.

O restaurante italiano Fumo, em Covent Garden, é uma excelente opção para um jantar bom e barato. Se quiser comer dumplings, sugiro ir no Beijing Dumpling ou Jen’s Café, ambos em Chinatown. Para ver mais opções de restaurantes, clique aqui.

Se você for ao teatro, tome um drink pré/pós espetáculo no Lively Bar, dentro do St Martins Lane Hotel em Covent Garden. O lugar vive cheio e é animado! Outro bar legal para conhecer é o Pub of Churchill Arms em Kensington – vale ir só para tirar foto! Kkk Para ver mais opções de bares e baladas, clique aqui.

No meio de todo passeio, ainda arrumamos tempo para dar uma olhada em alguns hotéis hahaha. O Corinthia é super classudo e tudo aquilo que vemos em fotos! Vale a pena ficar se você pretende passear pela região do Embankment, Westminster, etc. Situado em Covent Garden, o St Martins Lane Hotel é bem descolado e badalado, seguindo a linha dos hotéis SLS e Delano em Miami. Estávamos loucas para ver ao vivo o Rosewood Hotel e não ficamos desapontadas! O hotel é simplesmente deslumbrante! Adoraria me hospedar lá, mas tem um porém – sua localização. Não acho que seja das melhores…você não está “walking distance” das principais atrações ou lojas, então vai sempre ter que pegar um taxi, uber ou metrô! E a região também não é das mais bonitas. Para ver mais opções de hospedagem em Londres, clique aqui.

Related Posts

Solicitação de reserva

Você optou por receber informações sobre esta viagem

URL:

Voltar