Meus posts favoritos 17/08/2016

Se você gosta de aventura e adrenalina esse é o programa para você!!! Fascinada desde pequena por tubarões, sempre quis mergulhar com tubarões brancos e na minha última viagem para a África do Sul, o sonho se tornou realidade. Não tenho palavras para descrever a sensação. Me perguntaram se senti medo e a resposta é não. A adrenalina que toma conta do seu corpo na hora não permite sentir medo. Fiquei 30 minutos dentro da gaiola numa água absurdamente fria, com os dedos da mão congelando, e achei pouco. Quando acabou meu tempo dentro da gaiola eu queria mais!! Shark cage diving é obviamente um esporte de risco e não é para os fracos. Volta e meio nos deparamos com a notícia de um tubarão atacando uma jaula! Existem diversas localidades no mundo onde se pode praticar o esporte mas os mais famosos são em Gansbaai na África do Sul (onde fui), na ilha de Guadalupe no México, e em Neptune Island na Austrália.

Gansbaai fica aproximadamente 1h30 de carro de Cape Town. Eu fiquei hospedada numa cidadezinha perto de Gansbaai chamada Hermanus, famosa por baleias), mas é possível passar o dia para fazer esse passeio e retornar para Cape Town, apesar de cansativo. Gansbaai é o lugar ideal para fazer o mergulho na África do Sul, pois fica apenas 20-25 minutos de barco da mundialmente famosa “Shark Alley” – local com maior concentração de tubarões brancos do planeta, perto de Dyer Island. Muitas companhias oferecem o programa na cidade, mas depois de ter visto o estado dos barcos dessas companhias, não recomendaria ir com qualquer uma!! hahaha Eu fiz o mergulho com a empresa Marine Dynamics – super recomendo.

Antes de sair no barco eles apresentam um vídeo com informações de segurança, etc. Você também é obrigado a preencher um formulário se responsabilizando pelo mergulho e por tudo que poderá ocorrer (até morte!)! Foi um momento tenso, deu até frio na barriga hahaha Depois eles fornecem as roupas de mergulho, os sapatos (aquasocks) e casacos a prova de vento. Fui em setembro e estava muito frio. O dia estava bem nublado, o que até deu um ar misterioso. O vento é gelado e mesmo que o passeio de barco dure apenas 15 minutos, é o suficiente para passar frio. Mas nada se compara à temperatura da água e o frio que você passa quando sobe de volta ao barco. Não sentia minhas mãos.

O barco é feito inteiramente de alumínio e comporta 40 pessoas mais a tripulação. Quando olhei o barco não acreditei que aquele seria o meio de transporte – tão pequeno! Um tubarão branco era maior!! Biólogos marinhos que estão estudando os tubarões brancos nessa região também vão com os passageiros e a tripulação nessas expedições. É legal porque eles sabem identificar os tubarões pela dorsal e te falam o nome, sexo e tamanho do tubarão. No nosso passeio vimos 12 tubarões diferentes, 2 deles com mais de 4m!!

Ver um tubarão branco de perto não tem preço. São animais verdadeiramente majestosos. Eles são ENORMES ao vivo – impressiona! A pele deles é cinza escura, diferente do que estamos acostumados a ver na televisão e em filmes. Na minha vez, entrei na jaula que fica acoplada ao barco. A tripulação fica “provocando” e chamando os tubarões jogando “chum” na água (um líquido composto principalmente de sangue, pedaços de peixes como atum e sardinhas, e também pedaços de baleias mortas) e usando a imagem de um pinguim como uma isca para atraí-los perto da jaula. Até que surge o JAWS! Só vendo para crer! O tamanho do tubarão, da boca, sua força, agressividade…tudo é surreal. Com a jaula é relativamente “aberta” eles pedem para manter pés e mãos dentro da jaula a todo momento, pois os tubarões realmente chegam perto! Chegam a bater e morder a jaula.

Infelizmente, no dia que mergulhei, a água estava muito turva por causa dos ventos e da chuva então não tínhamos muita visibilidade, de modo que se via melhor o tubarão do barco do que da jaula. Mesmo assim, que experiência! Na Austrália e na Nova Zelândia a água é mais transparente, permitindo uma visibilidade maior. O programa é caro (aproximadamente USD 125 por pessoa) mas vale muito a pena!! Se tiver vontade não pense 2x! Estou louca para mergulhar mais uma vez e a próxima será em Neptune Island ou em Stewart Island! Quem tem coragem?!

Related Posts

Voltar