Adicionar aos favoritos Meus posts favoritos 06/11/2017

Na primeira semana de outubro eu fiz algo inédito – viajei num cruzeiro da Disney pela primeira vez! Achei que essa fase já tinha passado, mas lá fui eu passar quatro noites a bordo do navio Disney Dream com meu sobrinho e meus pais. Foi uma experiência diferente e muito divertida! O meu sobrinho AMOU de paixão! Durante a viagem recebi muitas perguntas e dúvidas que espero responder e esclarecer neste post. É tanta informação e tantos detalhes que não sei nem por onde começar! Kkk. É de deixar qualquer um tonto! Por isso, não reparem, mas o post não segue uma ordem necessariamente lógica e muito menos cronológica! Tem um pouco de tudo: procedimentos de check-in e embarque, o que vestir, Wi-Fi, o sistema “all inclusive”, a programação, etc. Absorvam tudo e divirtam-se!

ANTES DE VIAJAR

Viajar num cruzeiro da Disney exige certo preparo e envolve muita logística, bem mais do que eu esperava! Pode parecer um “pé no saco” inicialmente, mas depois que você ver toda a organização na hora do embarque, irá agradecer! Nós reservamos o Disney Dream com 3 ou 4 meses de antecedência. Não me lembro exatamente, mas foi no final de junho ou começo de julho. Atenção: se você é uma pessoa que gosta de planejar as coisas de última hora, essa viagem não é para você! É importante reservar com pelo menos dois meses de antecedência se quiser ter acesso à todas as atividades oferecidas e categorias de quarto. Os cruzeiros da Disney costumam esgotar rápido, mas a boa notícia é que eles são bem frequentes, então você sempre poderá ir na semana seguinte, caso a data inicial pretendida não esteja mais disponível. Uma vez reservado, você poderá fazer o seu check-in online diretamente no site da Disney Cruise Line, até 75 dias antes do embarque. É relativamente simples, basta preencher alguns dados pessoais e informações, e imprimir um documento final que deverá ser apresentado na hora do embarque. O check-in online antecipado é muito importante porque é nesse momento que você escolhe (i) o seu horário de embarque, (ii) o turno do seu jantar e (iii) as atividades nos portos de parada. Além disso, você se poupa de ter que preencher todas essas informações na hora do embarque e ser um dos últimos a embarcar. Não tem muito segredo – quanto maior a antecedência, maior (e melhor) a escolha!

Nós escolhemos embarcar às 11am, assim teríamos tempo para explorar o navio com calma antes do navio sair do porto. Tem slots a cada meia hora. Como o Disney Dream é enorme e comporta até 4 mil passageiros, isso é essencial para que não haja muvuca na hora do embarque! Já imaginou todo mundo resolve chegar no terminal no mesmo horário?! Kkk. A escolha do turno do jantar é mais importante do que você imagina então aqui vai uma super dica: o horário que você escolher determinará o horário do seu desembarque ao final da viagem. O navio oferece dois turnos para o jantar em todos os seus restaurantes: o primeiro às 17h45 e o segundo às 20h15. Portanto, se você escolher o primeiro turno, no dia do desembarque, você deverá tomar café da manhã e desembarcar às 6h, enquanto o pessoal do segundo turno somente fará isso a partir das 8h! Faz toda a diferença! O detalhe é que eles só avisam isso durante o cruzeiro, então demos sorte! Não preciso nem dizer que escolhemos o segundo né?! Kkk. Esse primeiro horário parece que foi feito para os americanos, pois eu não consigo imaginar um jantar às 5 da tarde! Kkk. O segundo horário não é muito tarde, e eu particularmente achei ótimo para as crianças, pois isso quer dizer que elas assistem o show das 18h15 (o primeiro horário) ao invés das 20h30 (segundo horário). É muito melhor eles estarem acordados para o show e ficarem com um pouco de sono durante o jantar, do que perder ou dormir no meio do show né?! Não sei…eu achei pelo menos!

Durante o cruzeiro, tanto no navio quanto nos portos de parada, existem diversas atividades que você pode agendar, como passeios, spa, encontros com personagens e restaurantes especiais (para adultos). Os agendamentos podem ser feitos previamente online na hora do check-in ou a qualquer momento até 4 dias antes da viagem. Depois disso, você só poderá agendar as atividades a bordo do navio. Aconselho fazer isso o quanto antes, pois algumas atividades são concorridas e possuem vagas limitadas que se esgotam rapidamente! Para ver todos os passeios oferecidos e fazer todos os agendamentos, basta entrar no painel de controle da sua reserva no site da DCL. Minha mãe fez o check-in online primeiro e me deixou encarregada de escolher as atividades, então eu não sei se você pode reservar atividades sem ter completado o check-in ou não! Demorei um pouco para reservar tudo, e confesso que também apanhei para aprender a mexer no painel de controle, então quando fui escolher as atividades algumas já estavam sold out! Detalhe:  tudo isso com 1 mês e meio de antecedência! No momento da reserva não é necessário pagar nada! Tudo será debitado do seu cartão de crédito on file no final do cruzeiro. Uma noite antes de desembarcar, você recebe na sua cabine um extrato parcial da sua conta para simples conferência e verificação.

CAPE CANAVERAL

O Disney Dream saiu do porto de Cape Canaveral, na Flórida. A maioria dos navios saem daqui porque a Disney possui um terminal exclusivo neste porto. Nós estávamos em Miami Beach antes, então tivemos que dirigir por pouco mais de 3 horas para chegar no porto. Como nosso embarque era às 11am, acordamos super cedo e saímos 7am rumo à Cape Canaveral. Foi um pouco perrengue, não vou negar, especialmente para meu sobrinho que não via a hora de chegar e não parava de perguntar quanto tempo faltava hahaha. Como todo bom brasileiro kkk não chegamos no horário, mas por um lado foi bom porque o nosso boarding group já tinha sido chamado, então embarcamos direto! Caso contrário, teríamos que ter esperado um pouco no terminal até chamarem o nosso grupo de embarque. Para quem estiver de carro e não quiser devolvê-lo na locadora, você pode estacionar dentro do porto – foi o que fizemos. O custo total para as 4 noites foi de USD 75. Existem outras maneiras de chegar ao porto de Cape Canaveral. Como ele fica perto de Orlando, talvez seja aconselhável chegar um dia antes do cruzeiro e dormir uma noite em Orlando, para não ter que acordar tão cedo e pegar estrada de Miami. Ou senão, você também pode voar para Orlando na manhã do cruzeiro, mas aí você está correndo o risco de perder o navio, caso aconteça algum imprevisto no aeroporto! Falando em aeroporto, a Disney tem inclusive um ônibus especial para transportar os passageiros do aeroporto internacional de Orlando para o Disney Cruise Terminal em Port Canaveral. É uma excelente opção também.

O EMBARQUE

Alguns dias antes do cruzeiro, você receberá pelo correio um livrinho contendo algumas instruções (nada de importante) e algumas etiquetas de mala. Essas etiquetas são super importantes então guarde elas bem!! No dia do embarque, antes de sair de casa (ou do seu hotel), certifique-se que todas as bagagens estão devidamente etiquetadas, pois sem elas os funcionários não têm como saber qual é sua cabine e suas malas ficarão perdidas! Kkk. Ao chegar no terminal, você entregará as suas malas e só verá elas a partir das 17h, então aqui vai outra dica importante: leve uma mala de mão pequena ou uma mochila com coisas essenciais que você poderá precisar durante as horas que estiver sem acesso às suas malas, como remédios, etc. Recomendo também já embarcar com uma saída e um maiô/biquíni por baixo para facilitar, pois as cabines não estarão prontas quando você embarcar, então você terá que se trocar nos banheiros públicos do navio! As cabines só ficam prontas por volta das 14h. Lembro que estávamos almoçando no buffet Cabanas (o único restaurante aberto) quando um funcionário veio nos avisar que o quarto estava pronto!

Toda burocracia inicial é compensada no momento do embarque, que é super fácil e corre tranquilamente…stress free! Kkk. Nada como a Disney e os Estados Unidos né?! Ahh se fosse tudo sempre tão organizado assim! Hahaha. O embarque no porto funciona igual a um aeroporto basicamente kkkk. Depois de entregar as malas, ao entrar no terminal, você deverá passar pela segurança, e depois dirigir-se ao balcão de check-in. Não pegamos fila nenhuma, foi ótimo. Aqui você só precisa entregar aquele formulário que imprimiu quando concluiu o check-in online e apresentar os documentos (passaportes, vistos, etc). É tudo bem rápido. Depois eles tiram uma foto do grupo todo (todos os integrantes da cabine) e entregam os cartões “key to the world” para cada um. Esse cartão serve como identificação pessoal durante o cruzeiro (uma espécie de RG) e é também a chave da sua cabine. A entrada do navio é feita pelas “orelhas do Mickey” hahaha muito fofo! A Minnie também estava no saguão do check-in posando para fotos, mas tinha uma fila imensa e meu sobrinho não estava interessado em tirar fotos com “meninas” hahaha. Para falar a verdade, acho que eu estava mais animada do que ele! Antes de entrar propriamente no navio, você tira uma foto da família – o famoso retrato “Welcome Aboard” que você poderá conferir depois no Shutters, a loja de fotos do navio. Ao entrar no navio, o nome da sua família é anunciado num microfone enquanto alguns tripulantes dão as boas-vindas… é engraçado! E depois, tcharan!!! O Disney Dream é sua nova casa pelos próximos dias!

Uma vez abordo do Disney Dream, exploramos o navio e almoçamos. Esse é o momento ideal para conhecer o navio inteiro, inclusive as áreas restritas para adultos ou só para crianças, que nesse primeiro dia, enquanto ancorado no porto, ficam abertas para todo mundo, uma espécie de “open house”.  Antes de sair do porto, por volta das 16h, ocorre o treinamento de emergência obrigatório. Todo mundo deve participar e todas as atividades e serviços no navio ficam suspensas durante este procedimento. Em determinado horário, o alarme do navio toca (uma sirene) e todos devem se reportar ao ponto de encontro determinado na sua chave (esta informação também fica atrás da porta da sua cabine). Isso é comum em todos os navios, mas a diferença aqui é que não tivemos que usar os coletes salva-vidas, então foi relativamente rápido. Apresentamos uma chave para “registrar a presença” da nossa cabine e ouvimos as instruções de segurança durante uns 15 minutos. Depois todo mundo livre novamente kkk. Às 17h30 o navio saiu do porto e no deck principal rolou um “sailing away deck party” com os principais personagens da Disney. Foi animadinho até! Kkk.

O ITINERÁRIO

Nosso cruzeiro teve duração de quatro noites, saindo de Port Canaveral, na Flórida, na segunda-feira dia 9 de outubro, e retornando na sexta-feira, 13 de outubro. Este itinerário do Disney Dream é mais curto que outros e navega somente para o Bahamas. Escolhemos um de curta duração porque não sabíamos se iriamos aguentar mais dias do que isso num navio temático hahaha. Foi a escolha certa! Recomendo!

CARTÃO “KEY TO THE WORLD”

Como mencionado acima, o cartão “Key to the World” tem várias utilidades: é a chave do seu quarto, serve como identificação pessoal e também funciona como um cartão de crédito, ou seja, tudo que você quiser comprar no navio, você “paga” com esse seu cartão. Fácil não?! Imagino que alguns de vocês já devem estar pensando “nossa, mas que perigo deixar meus filhos comprar qualquer coisa”, mas não se preocupe – você pode pedir para Guest Services bloquear o uso de um determinado cartão ou até impor um limite, afinal, a Disney pensa em TUDO né?! Kkk. Além de tudo isso, o cartão possui informações importantes sobre o seu cruzeiro, como o horário e número da sua mesa de jantar durante o cruzeiro, os locais e a ordem de rotação dos restaurantes, e a letra da sua estação e ponto de encontro durante uma emergência (o mesmo que você terá que ir durante o treinamento obrigatório no primeiro dia). A ordem de rotação dos restaurantes é indicada por letras. No meu caso, a ordem era RAAE. Ou seja, na primeira noite jantamos no restaurante Royal Palace, no segundo e terceiro dia no restaurante Animator’s Palate, e na última noite jantamos no Enchanted Garden. Uma dica legal é comprar e levar aqueles crachás para pendurar no pescoço e colocar a chave dentro. Todo mundo estava usando isso no navio, e de fato é prático, especialmente para mulheres, para não ter que ficar segurando a chave na mão ou carregando uma bolsa pelo navio. Nós só descobrimos isso lá infelizmente. Uma das lojas do navio até estava vendendo esses crachás, mas custava USD 12 – não vale né?! Então não compramos. Mas fica a dica!

Disney Dream - Key to the World Card

DISNEY NAVIGATOR APP

Antes de embarcar, junto com a sua chave, você recebe um “Personal Navigator” que é um jornalzinho impresso contendo toda programação no navio no primeiro dia. Nele você encontra toda programação do navio para aquele dia específico. Por exemplo, o horário e o local de encontro com personagens da Disney, atividades, nome e horário dos filmes passando no cinema, horário de funcionamento dos restaurantes, etc. Os outros são entregues na sua cabine toda noite. Mas para facilitar sua vida, a Disney criou um aplicativo, então você pode ver toda programação do jornalzinho diretamente no seu celular. É bem mais fácil do que ler o papel que pode ser um pouco confuso com tanta informação. O app possui filtros para facilitar sua pesquisa, permite escolher suas atividades favoritas e colocar lembretes, além de possuir um chat onde você pode enviar mensagens e falar diretamente com amigos e familiares enquanto estiver no navio! Tipo um whatsapp kkk. O aplicativo também contém um guia e mapa completo do convés para que você possa explorar tudo o que há para fazer no navio e não se perder. É bem prático! Não esqueça de baixar o aplicativo antes do cruzeiro senão você terá que comprar um pacote de Wi-Fi para fazer isso!

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Ficamos bem impressionados com o procedimento de embarque da Disney – tudo muito simples, organizado, bem sinalizado e rápido. Mas uma vez abordo, preciso confessar: as duas primeiras horas foram assustadoras! Hahaha. Caos total, crianças correndo para todos os lados, muita gente junto, aqueles buffets intermináveis de comida no Cabanas…fiquei um pouco cercada e só conseguia pensar “aonde eu fui me meter”!!! Kkk. Mas depois que o susto passou e as pessoas se dispersaram pelo navio, eu passei a achar tudo muito divertido e engraçado.

A CABINE 

Antes de viajar, nós resolvemos que seria divertido (e prático) ficar todo mundo junto na mesma cabine, afinal estava indo meu sobrinho, meus pais e eu. Reservamos então a cabine “Deluxe Family Oceanview Stateroom with Verandah”. O meu sobrinho AMOU que dormiu todo mundo junto! Hahaha. Apesar de ser uma das maiores e dormir até 5 pessoas, a cabine em si não é muito grande! A varanda ajuda a dar mais dimensão, mas é naturalmente apertado. Aliás, eu não conheço uma cabine de navio que seja espaçosa, vamos ser sinceros kkk. A gente sabia que não ia ter muito espaço no armário e que não podíamos levar muita coisa para não fazer bagunça, então levamos apenas duas malas, que depois guardamos embaixo da cama. A cabine era basicamente uma suíte com uma cama queen principal, onde meus pais dormiram, e uma sala com sofá. As outras duas camas ficavam “escondidas” durante o dia! Toda noite a camareira abria e preparava elas. A minha saía da parede kkk e do meu sobrinho saía do teto e virava um beliche. Achei super bem pensado! O banheiro da cabine é relativamente bom e é dividido em dois – chuveiro e pia de um lado, outra pia e privada do outro. O banheiro de uma cabine costuma ser sempre muito pequeno e apertado, especialmente o chuveiro, então fiquei impressionada com o tamanho do chuveiro no Disney Dream, porque ele é maior e tem até uma mini banheira que é ótima para as crianças. Todas as cabines no Disney Dream possuem o serviço de room service 24 horas. Como vocês sabem, sou chegada em um, mas você come tanto o dia inteiro que nem tem mais fome para pedir algo no quarto.

Para uma cabine tamanho família, achei que tinha pouca tomada! Era uma guerra para carregar os celulares, iPad, câmeras, etc. Deveria ter mais. Outro ponto MUITO negativo é a falta de água no quarto!! Simplesmente NÃO TEM! O mini bar é vazio. E não pense que eles vão colocar uma garrafinha ao lado da sua cama a noite…se deixar, você passa sede! Quando questionamos a nossa camareira, ela disse que tínhamos que ligar para o room service para pedir uma garrafa grande de água, ou seja, tinha que pagar e ainda estar na cabine para receber a garrafa e assinar. O mais irônico é que você está abordo de um navio teoricamente “all-inclusive”, aonde eles disponibilizam água grátis em bebedouros e estações de bebidas no deck 11, por exemplo, mas não tem nada no quarto! Achamos isso péssimo!! Não dá para entender porque eles não colocam garrafas de água no mini bar – pode até cobrar! Eu vi muitas pessoas carregando canecas de água pelo navio e, apesar de ter uma placa proibindo, enchendo elas nas estações de refil, para levar para o quarto. Besteira né?! No final das contas, nós compramos um pacote de 6 garrafas Evian no restaurante e levamos para o quarto. Perrengue desnecessário. Mas em compensação, o serviço de arrumação de quarto é muito bom!! Nossa camareira era extremamente eficiente – a gente saía para tomar café da manhã e na volta o quarto já estava em ordem, as camas escondidas. Toda noite ela deixava um toque especial: chocolates, toalhas dobradas em formato de animais, etc. Realmente impecável!

O NAVIO

A Disney possui quatro navios na sua frota: Disney Magic, Wonder, Dream e Fantasy. Nós viajamos no Disney Dream, um dos mais novos, inaugurado em 2011. Ele é atualmente utilizado para viagens com menor duração, de três a quatro dias, como a nossa. O navio é gigante!! Para ter uma ideia, só de tripulação são 1,500 pessoas! Na sua capacidade máxima, o navio consegue acomodar 4 mil passageiros! A manutenção do premiado Disney Dream é impecável! Tudo super limpo, bem mantido e de bom gosto, é impressionante. Logo se percebe que é um navio de luxo, porque apesar da decoração mais “temática”, tudo é de primeiríssima qualidade! Achamos o navio lindo! Dentro do Disney Dream você encontra o Walt Disney Theatre, um teatro incrível onde são apresentados shows todas as noites, e o Buena Vista Theatre, um cinema enorme e moderno onde filmes atuais da Disney são exibidos. Os dois locais são lindos e o tamanho impressiona! Além disso, o navio possui 9 restaurantes, 2 sorveterias, 16 lounges e bares, SPA, academia, quadra poliesportiva, minigolfe, 6 piscinas, 2 escorregadores, clube para crianças e até um berçário! A verdade é que tem tanta opção de atividade e entretenimento que é praticamente impossível ver e fazer tudo, especialmente num cruzeiro que dura apenas quatro noites!

O Disney Dream também tem sua própria loja de fotos chamada Shutters, onde você pode visualizar e comprar as fotos tiradas durante a viagem. Não compramos nenhuma foto, não achamos nenhuma muito incrível, mas também quase não posamos para fotos! As fotos que tiramos com o celular e a minha câmera ficaram muito melhores! Kkk. Além do Shutters, o navio possui outras cinco lojas, a maioria situada no terceiro andar. Além dos produtos que você encontra geralmente nos parques da Disney, como tiaras e bonés dos personagens, aqui você também encontra muitos produtos exclusivos do navio e Disney Cruise Line. Tem bastante coisa legal e não adianta deixar para comprar depois – você não vai encontrar essas coisas em outro lugar e vai se arrepender! Kkk. Eu acabei comprando uma tirara da Minnie (eterna criança hahaha) e um moletom com capuz do Mickey uber confortável. Eles também vendem fantasias e acessórios temáticos baseado na programação do navio, então as crianças sempre podem comprar roupa de pirata de última hora, por exemplo. OBS: Eles não vendem fantasias para adultos nas lojas! Nas lojas você também encontra alguns itens “duty free” como relógios e joias (básico em qualquer cruzeiro hahaha). Sentimos falta de um mini mercado onde você pudesse comprar algumas coisinhas, como água por exemplo!! Como mencionei acima, você pode pagar todas as suas compras com a chave do seu quarto. Enquanto o navio está ancorado as lojas devem permanecer fechadas por determinação das leis portuárias.

HALLOWEEN ON THE HIGH SEAS

Como fizemos o cruzeiro em outubro, pegamos sem querer uma edição especial chamada “Halloween on the High Seas”. Basicamente, durante um mês inteiro, todas as viagens no Disney Dream viram temáticos em homenagem ao Dia das Bruxas. É divertido, dá um toque a mais eu acho. Eu sei que além do Halloween, também existe o “Very Merrytime” Cruise no final do ano inspirado no Natal. A diferença está mais nos detalhes e na decoração – escotilhas ganham adesivos com teias de aranha e abóboras, o saguão principal uma decoração especial, os copos descartáveis e os baldes de pipoca mudam, alguns dos filmes que passam no cinema e no telão da piscina são sobre Halloween, tem mercadoria especial nas lojas, etc. Em termos de programação, rola o Mickey Mousequerade Party” um dia, onde todas as crianças (e pais) se fantasiam e fazem o famoso “trick or treat” para ganhar balinhas, o clube das crianças monta uma série de programações inspirada no Halloween, e teve uma noite que ao invés de assistir a um show no teatro eles passaram o filme “The Nightmare Before Christmas” em 3D com efeitos especiais. Uma coisa que notei é que a maioria das pessoas decoram as portas das suas cabines, e como era Halloween, tudo estava seguindo esse tema! Achei divertido. Eles também colocavam pacotinhos de balinhas do lado de fora dos quartos para as crianças pegarem! Meu sobrinho não perdia um! Hahaha.

Falando em fantasias e noites temáticas, nossa viagem teve duas! Na segunda noite teve a festa de Halloween com todo mundo fantasiado (sim, os adultos entram no clima também kkk), e na terceira noite teve a festa “Piratas do Caribe”, com direito a dois shows e queima de fogos. O navio inteiro estava fantasiado de piratas, até os garçons hahaha. Voltei para minha infância esse dia! Kkk. Como já sabíamos que a viagem teria essas noites temáticas, compramos as fantasias antes em Miami. Achei legal que todo mundo entra no clima, até adultos que não estão no navio com crianças. O astral fica super divertido. É claro que ninguém é obrigado a se fantasiar, mas vale a pena! Meu sobrinho usou fantasia nas duas noites, mas meus pais e eu apenas na noite de pirata! Hahaha.

AS ATIVIDADES

As opções de atividades são infinitas e tem para todas as idades. Para facilitar, elas estão divididas por categorias no Personal Navigator – “só para adultos”, “diversão para a família toda”, etc. Para ter uma ideia, você pode fazer aulas de yoga, pilates e spinning na academia, contratar um personal trainer, fazer uma massagem no spa, acupuntura, manicure, jogar bingo, fazer uma aula de culinária na cozinha do navio, cantar no karaokê, ter uma aula de animação, assistir um filme no cinema, ver shows de calibre de Broadway, dançar com o pato donald e o pateta, tirar fotos com seus personagens favoritos da Disney (tem MUITA oportunidade), brincar de detetive numa caça ao tesouro em volta do navio, jogar basquete, futebol, minigolfe, ping-pong, testar um simulador de golfe, relaxar nas cadeiras do deck 4 à moda antiga, participar de diversos jogos como “Pixar Trivia” e “Disney Tunes Trivia”, se transformar em princesa, nadar ou então escorregar à noite no AquaDuck!

O AquaDuck foi a atração favorita do meu sobrinho! Acho que foi a coisa que ele mais gostou da viagem inteira hahaha. O AquaDuck nada mais é do que um tobogã, mas ele não tem nada de comum – o tubo transparente de acrílico sobe e desce por quatro andares e vai além das “paredes” do navio, ou seja, em um determinado momento você está literalmente com o mar aos seus pés! É bem legal. Muito mais que um escorregador, o AquaDuck não tem só descida – ele possui diferentes inclinações e jatos de água que impulsionam as boias para cima, transformando-se numa espécie de montanha russa aquática! Kkk. Claramente visível no topo do navio, o AquaDuck é uma das coisas mais “cool” do navio, não é à toa que sempre tinha uma fila longa. A dica é deixar para ir à noite quando todas as luzinhas dentro se acendem! É muito mais “emocionante”, além de ter menos fila. O AquaDuck não é assustador e muito menos perigoso, mas por uma questão de segurança, eles não permitem crianças com menos de 1m06 de altura. Já os adultos têm passe livre para ir! Kkk.

Sendo a Disney, eles pensam em absolutamente tudo, então se engana quem acha que não tem programação para adultos nos cruzeiros. Aliás, tinham vários adultos no navio sem criança! Tinha até noivos ou casais em lua de mel…gosto não se discute! Kkk. O Disney Dream possui um monte de áreas específicas somente para adultos, começando pelo SPA que só permite a entrada de maiores de 18 anos. Esses lugares restritos acabam sendo um santuário no meio de tanta “bagunça” – é uma paz! Hahaha. As áreas são espalhadas pelo navio, mas no quarto andar você encontra “The District”, uma área só para adultos que concentra diferentes bares, lounges e até uma balada. Tem um bar de Martini, um bar de champagne, um lounge com música ao vivo, um sports bar, e por aí vai. O navio também oferece uma programação especial para adultos, como seminários de bebida, degustações de vinhos e outros eventos noturnos. O Disney Dream também tem dois restaurantes menores, Remy e Palo, exclusivos para adultos. Apesar do navio ser “all inclusive”, algumas coisas devem ser pagas a parte ou são acrescidas de uma taxa especial, como as refeições nestes dois restaurantes e qualquer bebida. Vale lembrar que a idade para beber no navio é 21 anos, igual aos Estados Unidos.

AS REFEIÇÕES

O Disney Dream é “all inclusive”, ou seja, todas as comidas e bebidas estão inclusas no preço, com algumas exceções. Isso é legal porque você não precisa se preocupar com mais nada, apenas curtir! Todos os refrigerantes e sucos são grátis e você pode encher o seu copo quantas vezes quiser. Comida também é o que não falta – a qualquer hora do dia você pode pegar um pedaço de pizza, um hambúrguer ou montar um sanduíche. O mesmo vale para as casquinhas de chocolate e baunilha que são self-service! Bebidas alcoólicas e cafés especiais como um macchiato, por exemplo, não estão inclusos e serão cobrados à parte. O mesmo se aplica à fantástica loja de balinhas Vanellope’s – tudo aqui é extra e deve ser pago, incluindo os sorvetes, mas o preço é relativamente justo. Todo dia eu ia na loja com meu sobrinho para tomar um sorvete e comprar balinhas! Kkk. Tudo na Vanellope’s é tentador, começando pelo cheirinho! Hahaha. A decoração da loja também é demais! Além dos sabores clássicos, aqui você encontra sorvetes com sabores exóticos e divertidos, e depois pode colocar quantas caldas e coberturas quiser em cima! Difícil resistir né?! Isso porque não provamos o famoso sundae deles! Eu vi um passando, parece um carro, muito fofo! Aqui você também encontra os doces mais fofos, todos temáticos feitos com o Mickey e a Minnie – cupcakes, oreo cake pops, bolos, etc. Tentação pura! Resumindo, você não passa fome no Disney Cruise de jeito nenhum! Kkk.

O café da manhã é servido todo dia nos mesmos locais. O Cabanas e o Enchanted Garden são buffets, enquanto o Royal Palace é mais formal e tem opções somente à la carte. Nós particularmente não gostamos muito do Cabanas como restaurante, então resolvemos tomar o café da manhã todos os dias no Enchanted Garden. O buffet é ótimo e tem bastante variedade. O restaurante também é super calmo, quase não tem fila no buffet, diferente do Cabanas. Já que eu estava num cruzeiro da Disney, fiz tudo que tinha direito – comi Mickey waffles todos os dias!! Hahaha. Muito bom! No primeiro dia a única opção de almoço era o buffet do Cabanas, que como mencionei, não gostamos. O buffet em si é bem variado, tem de tudo, mas ele é muito congestionado, as mesas ficam sujas e demoram um pouco para limpar…não amamos! No segundo e terceiro dia nós almoçamos no hotel Atlantis em Nassau e no BBQ da ilha da Disney, respectivamente. Como passamos o último dia inteiro em alto mar navegando, tivemos que almoçar no navio. Descartando o Cabanas, sobrou o Royal Palace com menu à la carte, mas o restaurante fechava muito cedo, às 13h30. Os restaurantes Palo e Remy abriam para o almoço, mas como são somente para adultos e estávamos com meu sobrinho, também descartamos. Não restou outra opção senão as barraquinhas de comida no deck 11 – Fillmore’s Favorites, Luigi’s Pizza e Tow Mater’s Grill. Esse foi o único dia que eu comi “porcaria” – um cheeseburger. Os outros dias eu comi relativamente bem, nada muito gordo, então não precisa se preocupar com isso. Claro que a comida não é fabulosa, mas é OK. Pelo menos não precisamos comer cachorro quente e pizza todos os dias! Kkk. Na minha opinião, o jantar foi a melhor refeição porque eles tentam elevar os pratos com um conceito de fine dining. As crianças obviamente recebem um menu infantil com clássicos como mac’n’cheese, chicken fingers, etc.

O jantar é diferente das outras refeições, pois funciona com um sistema de “rotational dining” nos três restaurantes principais: Royal Palace, Enchanted Garden e Animator’s Palate. Basicamente, toda noite, você e sua equipe de garçons “rodam” esses três restaurantes do navio. A ideia é que cada jantar durante sua viagem seja único. Como nosso cruzeiro era mais curto, repetimos apenas um restaurante, o Animator’s Palate, mas mesmo assim eles mudaram o cardápio e serviram um menu inspirado nos Piratas do Caribe para a noite especial dos piratas! A cada família é designada uma equipe de garçons que acompanha vocês todas as noites, em todos os restaurantes. Ou seja, os garçons são sempre os mesmos. Achei isso bem legal, porque você consegue criar uma amizade (especialmente as crianças) e eles aprendem rapidamente os gostos de cada um. O número da sua mesa também será sempre o mesmo toda noite. Nosso garçom era uma graça de pessoa – o Bertram. Ele era super atencioso e fazia mágica para o meu sobrinho no final do jantar. Para você ter uma ideia, ele fazia questão de cortar a carne do meu sobrinho em pedacinhos. São pequenos detalhes assim que fazem toda a diferença né?! O assistente do Bertram, o Raj, também era muito prestativo e atencioso. Meu sobrinho amou eles e ficava animado para encontrar eles no jantar e ver as mágicas hahaha!

Como mencionei acima, nossa ordem de rotação era RAAE, então jantamos no Royal Palace na primeira noite, no Animator’s Palate na segunda e terceira noite, e por último no Enchanted Garden. O Royal Palace é o mais formal de todos na minha opinião – com uma certa influência francesa, ele foi inspirado nas princesas da Disney. Achamos a decoração um pouco escura e séria demais! Inspirado nos jardins de Versailles, o Enchanted Garden é muito bonito, mas o meu favorito foi o Animator’s Palate! Feito para parecer um estúdio de animação, o restaurante é colorido, tem cadeiras do Mickey e é interativo! Aqui vai uma dica boa: os três restaurantes possuem algumas mesas comunitárias grandes para serem divididas com outras famílias. Se você cair numa delas, mas não estiver afim de jantar com famílias desconhecidas, você sempre pode solicitar uma mesa particular na primeira noite. Foi o que aconteceu com a gente e pedimos para trocar para uma mesa de quatro pessoas! Na hora eles deram um jeito e nos deram um novo número de mesa. Como sempre, é tudo muito organizado, então não tivemos que nos preocupar com isso nas outras noites – eles automaticamente fazem a troca para o restante das noites também. Caso você não queira comer no restaurante designado, você poderá sempre jantar no Remy ou no Palo (somente para adultos), ou então pedir alguma coisa do Grill no deck 11. No entanto, você não pode comer em outro restaurante principal! Você deve necessariamente seguir a ordem rotacional determinada. E também não pode jantar em um horário diferente daquele escolhido! Caso você queira trocar de turnos, é necessário ir no Guest Services.

OS SHOWS

Os shows no cruzeiro à noite são lindos! Eles acontecem toda noite no Walt Disney Theatre e dependendo do horário do seu jantar, você assistirá a sessão das 18:15 ou 20:30! Nós assistimos os shows sempre às 18:15 porque nosso jantar era 20:15! Os shows são curtos, não duram mais que uma hora. Na primeira noite assistimos o show “Golden Mickeys”, uma homenagem aos filmes clássicos da Disney ao longo dos anos. Montado para ser uma premiação tipo Oscar, o show elege qual personagem da Disney é “o mais romântico” ou quem é o “melhor herói”, por exemplo. É bem legal e é impossível não cantar junto todas as músicas lindas dos filmes que crescemos vendo, como “A Branca de Neve e os Sete Anões”, “O Corcunda de Notre Dame”, “A Pequena Sereia”, “O Rei Leão”, “A Dama e o Vagabundo”, entre vários outros. Adorei! Na segunda noite assistimos “The Magic and Illusion of Justino”, um show de mágica divertido e intrigante.  Na terceira noite, como nossa viagem era uma edição especial de Halloween, ao invés de entretenimento ao vivo eles passaram o filme “The Nightmare Before Christmas” em 3D com efeitos especiais. O meu sobrinho achou um pouco assustador no começo, mas acabou gostando. E para encerrar com chave de ouro, na última noite do cruzeiro nós vimos o show “Disney’s Believe”, um musical sobre um pai workaholic que se reconecta com sua filha através da magia da Disney. Trata-se de uma narrativa original que consegue mesclar todos os personagens favoritos da Disney dos últimos tempos. É lindo!

NASSAU

Nassau foi o primeiro porto de parada nas Bahamas. Ancoramos de manhã e tivemos o dia livre para atividades na ilha. Eu não acho a cidade de Nassau em si muito interessante, apesar de ser charmosa com as casas coloridas, então em termos de atividades, não tem muito o que fazer. Port Adventures oferece várias opções de programas em Nassau e cabe a você escolher o que quer fazer, se é que você quer descer do navio – tem gente que prefere passar o dia curtindo e relaxando abordo! O desembarque no porto é super organizado e é necessário apresentar a sua chave para registrar a sua saída. Eles pedem para fazer o mesmo na entrada, assim conseguem ter um controle efetivo dos passageiros. Nós escolhemos o passeio “Atlantis Aqua Venture and Dolphin Shallow Water Interaction Package”. O passeio incluía transporte para o mega complexo do Atlantis em Paradise Island e o almoço dentro do parque aquático Atlantis Aqua Venture.

Saímos do navio às 9:30 e passamos praticamente o dia todo no Atlantis – conhecemos os aquários, fomos em quase todos os escorregadores e atrações do parque aquático, interagimos com golfinhos na água rasa e por fim, almoçamos no Olives, um dos restaurantes do complexo localizado dentro do Casino. O passeio incluía almoço dentro do Aqua Venture, mas não estávamos a fim de comer fritura e porcaria, então preferimos comer em outro lugar! Os escorregadores do parque são muito legais, tem um monte, inclusive um que passa no meio de um tanque cheio de tubarões kkk – meu sobrinho amou! Alguns são mais tensos e radicais hahaha então não recomendaria para as crianças menores! Mas vale lembrar que todas essas atrações exigem uma altura de 1m06 no mínimo, então se as crianças forem menores, talvez não vale a pena ir no Aqua Venture! Meu sobrinho tem apenas cinco anos, mas ele é MUITO alto, então conseguiu ir em tudo!

A interação com os golfinhos foi um dos pontos altos do dia! Eles são tão dóceis e bem treinados . O Atlantis Blue Project investe em projetos de conservação nas Bahamas e ao redor do mundo. O dinheiro arrecadado no Dolphin Cay (onde acontece a interação) é direcionado para ajudar a apoiar financeiramente esses esforços de conservação. Nós interagimos com a Katrina, uma fêmea cuja mãe foi socorrida depois do furacão Katrina, por isso a homenagem. Foi muito fofo! No local é possível também mergulhar com golfinhos ou fazer paddle board em volta deles, mas exige uma certa idade! Câmeras e celulares são proibidos durante a interação e devem ser guardados nos armários providenciados no início – isso é proposital para você comprar as fotos tiradas pelo fotógrafo no final do programa…faz parte! Hahaha. Se você estiver com família e gostar de muitas fotos, vale a pena comprar o pacote com todas na versão digital do que fotos individuais – sai mais barato. Mas é um passeio que vale super a pena, especialmente se você nunca interagiu com golfinhos antes!

CASTAWAY CAY

O segundo porto de parada foi Castaway Cay, a ilha privativa da Disney nas Bahamas. Ancoramos na manhã do terceiro dia e tivemos o dia livre para ficar no navio ou então curtir as diversas atividades na ilha, antes de partir no final da tarde. A ilha de Castaway Cay é linda! O mar aqui é azul turquesa transparente, com areia branca branquinha e flores tropicais – a cara do Caribe! Kkk. É bem paradisíaca. A ilha tem várias praias, e assim como o navio, tem uma só para adultos chamada Serenity Bay, longe de toda muvuca kkk. Tem também um Kids Club.

Ao desembarcar do navio, você pode caminhar para as praias ou então pegar um trenzinho. Eu recomendo andar porque o visual é lindo e dá para tirar muitas fotos bonitas! Falando em fotos, achei legal que em Castaway Cay os personagens da Disney circulam pela ilha em trajes de banho! Ao desembarcar encontramos o Stitch (Lilo & Stitch), o Capitão Ganho e o Smee! Perto das praias vimos o Pluto, o Mickey e a Minnie! Só esse fato já torna a parada muito mais legal do que Nassau. As praias estão cheias de cadeiras, é só chegar e pegar uma. Eles entregam as toalhas no desembarque. É claro que quanto mais distante a praia for do navio, mais calma ela será, mas a gente não queria andar muito com o meu sobrinho e queríamos ficar perto das nossas atividades programadas. Alugamos algumas boias/colchões flutuantes e passamos a manhã na segunda praia (Castaway Family Beach), a mais indicada para crianças menores. O tempo na ilha passou voando e não conseguimos fazer nem metade do que tínhamos planejado kkk. Queria ter alugado um snorkel ou andado de bicicleta para explorar a ilha – são realmente inúmeras atividades oferecidas. Recomendo escolher duas e focar nisso! A primeira praia oferece atividades esportivas como jet-ski, windsurfe, caiaque, etc. Entre essas duas praias fica o Castaway Ray’s Stingray Adventure.

O Stingray Adventures era a nossa programação principal do dia e meu sobrinho estava animadíssimo para interagir com as arraias! Eu já tinha nadado com elas em Bora Bora, no Tahiti, e amei a experiência, então achamos que seria um oportunidade legal de fazer isso de novo com ele. Apesar de ter um custo adicional, recomendo super esse programa, achamos imperdível, com certeza um dos mais legais na ilha! Basicamente, o programa consiste em uma experiência guiada de uma hora de duração que envolve conhecer mais sobre as arraias, alimentá-las e até nadar com elas numa lagoa. É super divertido! A atividade começa com uma breve orientação e logo depois entramos no mar para alimentar as arraias. Ela sobem na plataforma do “Mickey”, uma de cada vez, para pegar comida, e dá para tocá-las! É demais – um pouco aflitivo também, eu confesso hahaha! Você não precisa se preocupar com os ferrões, porque todos são retirados a cada 6 meses (tempo que leva para crescer outro), então a interação é 100% segura. A única coisa que eles pedem é para sempre mover os seus pés na areia para alertá-las que você está lá e não correr o risco de pisar em uma delas, simplesmente porque pode machuca-las. A lagoa tem mais de 70 arraias, todas fêmeas com a exceção de um macho, o menor de todos kkk. Inclusive, durante a interação nas plataformas de alimentação, é possível ver e sentir quando uma arraia está grávida!! O filhote fica em cima das costas, você pode passar a mão e sentir ele (parece estranho eu sei haha)!! Depois de alimentar as arraias você pode mergulhar e fazer snorkel na lagoa…é muito legal! Você consegue ver várias arraias camufladas e enterradas na areia e são todas enormes!! É um passeio diferente e bem divertido, afinal não é todo lugar que você pode nadar livremente com mais de 70 arraias sem a preocupação de se machucar né?! O meu sobrinho amou – disse que foi uma das coisas que mais gostou na viagem!

Como a ilha pertence à Disney, o conceito de “all-inclusive” se aplica na ilha também, então o almoço e as bebidas (sucos e refrigerantes) estão inclusos! Em termos de comida não tem muita variedade  – todos os restaurantes servem BBQ, o famoso churrasco americano. Imagine batatinhas Lays, BBQ ribs (costelinhas de porco), salada de batata, hambúrgueres, hot dogs (cachorro quente) e chocolate chip cookies! Máquinas de sorvete (casquinhas) também estão à disposição na ilha – a infraestrutura é completa! Existe um menu especial para as crianças com itens tipo chicken tenders (nuggets de frango) etc, mas cuidado para não perder a hora! Almoçamos tarde, por volta das 14h, e já não estavam mais servindo o menu infantil! A sorte é que tinha sobrado alguns nuggets, então pedi para pf. fazerem para o meu sobrinho, porque a comida dos “adultos” tinha bastante tempero. Aliás, almoçar tarde não é uma boa ideia em Castaway Cay – o almoço encerra às 14h30. Demoramos porque fizemos o programa das arraias tarde, não dava para comer antes! Almoçamos no restaurante Cookie’s BBQ, o mais perto da segunda praia onde estávamos. Após o almoço voltamos para o navio para ir no AquaDuck, tomar sorvete, jogar minigolfe e ter um descanso merecido! Kkk. Não tínhamos muito tempo porque o show “Mickey’s Pirates of the Caribbean” começava às 17h30 no deck 11! Eu tinha agendado para voar de parasailing, mas a atividade foi cancelada por causa do tempo…pena, teria sido lindo! Aliás, aqui vai uma dica: não deixe de tirar fotos na popa do navio enquanto ele estiver ancorado – o visual panorâmico e a cor da água são de tirar o fôlego!

O DESEMBARQUE

O procedimento de desembarque no final da viagem é similar ao do primeiro dia. Tudo é super organizado e bem sinalizado, então todo processo não dura mais que 10-15 minutos. Lembra que eu mencionei a logística na ida?! Você vai precisar de um pouco na noite anterior ao desembarque também kkk, porque tem algumas coisas que você precisa fazer e lembrar antes de sair do navio!  Na última noite, antes do show Disney’s Believe, nós fizemos as malas e colocamos elas do lado de fora da nossa cabine, devidamente etiquetadas, conforme as instruções recebidas no quarto. As malas são recolhidas na noite anterior, então você deve coloca-las do lado de fora no corredor até às 22h30, caso contrário, terá que sair rolando ela sozinha! Kkk. Se você deixou um cartão de crédito on file no momento do check-in, você não precisa fazer nenhuma espécie de check-out! Conforme mencionado acima, eles enviam um simples extrato para conferência na noite anterior, assim você tem tempo de reclamar ou alterar alguma coisa, antes do seu cartão ser debitado! Apesar dele não ter ido nenhum dia kkk registramos o meu sobrinho no Kids Club então ele precisava devolver a pulseirinha do Mickey que ganhou no primeiro dia antes da meia-noite, caso contrário, seria debitado o valor de USD 13 da nossa conta. Na última noite também tivemos que preparar os envelopes com dinheiro e entregar pessoalmente as gorjetas para os funcionários que cuidaram tão bem da gente durante a viagem. Não se preocupe porque você recebe no quarto as devidas instruções e o valor sugerido de gorjetas para cada pessoa, por passageiro, incluindo as crianças. Além do mais, você só tem que pagar gorjetas para quatro pessoas: sua camareira, garçom, assistente do garçom e o chefe dos garçons. Eles merecem! Na manhã seguinte tomamos o café no Enchanted Garden, o restaurante que jantamos na última noite do cruzeiro – essa é a regra, e depois desembarcamos. Pegamos nossas malas na seção do Pato Donald (pelo que eu me lembro das etiquetas das bagagens kkk) e passamos pela imigração e alfândega – tipo um aeroporto. Mas foi tudo super rápido e tranquilo. Pegamos o carro no estacionamento e dirigimos de volta para Miami 

IMPRESSÕES GERAIS

A viagem foi muito divertida, valeu super a pena, meu sobrinho AMOU! Ele voltou encantado e até chegou a dizer que queria morar para sempre no Disney Cruise! Hahaha. O Disney Dream te acolhe com toda simpatia do staff, especialmente dos garçons com os quais você acaba convivendo mais, e mantém você ocupado do momento que você acorda até ir dormir. A quantidade (e a variedade) de atividades e entretenimento oferecidos é uma coisa de louco! Sempre tem milhares de coisas para fazer o tempo todo, para todas as idades – você não consegue dar conta, muito menos em quatro dias! Hahaha. Por exemplo, meu sobrinho sequer pisou no Kids Club, eu não fui ao cinema e nem cheguei a ver a cara dos restaurantes Palo e Remy, e meus pais nem sabiam que tinham quadros interativos espalhados pelo navio, etc. Chega a impressionar! Talvez o ideal para aproveitar o navio inteiro seja uma viagem mais longa, mas acho que aí as crianças precisam ser um pouco maiores. A viagem é muito cansativa porque você não para nunca! E mesmo assim, se você quisesse ver TUDO que o navio oferece, acho que precisaria se clonar! Hahaha. Também ficamos impressionados com o estado de manutenção e conservação do navio – vimos a diferença quando paramos em Nassau e tinha outros quatro navios e o Disney Dream era disparado o mais bonito. A organização da Disney também é SEMPRE impecável, impressionante! Foi divertido poder reviver um pouco da minha infância – ver os personagens da Disney, cantar as músicas dos filmes durante os shows, usar a tiara da Minnie, me fantasiar, comer Mickey Waffles, etc. Mas acima de tudo, ver a cara de felicidade e animação do meu sobrinho todos os dias não teve preço!  Ele curtiu MUITO! Com certeza essa é uma viagem que vale a pena fazer com a família.

O MAIS SURPREENDENTE: Toda organização e o tamanho do navio!

O HIGHLIGHT DA VIAGEM: Nós quatro fantasiados de piratas! Hahaha 

NÃO CONSIGO PARAR DE PENSAR: Nos doces e sorvetes da Vanellope’s!

COMPREI: Um moletom do Mickey e uma tiara da Minnie! Kkk

O QUE MAIS GOSTEI: Do serviço, sem dúvida!

O QUE MENOS GOSTEI: A comida de modo geral…bem fraco!

MEU SOBRINHO AMOU: O AquaDuck e as raias no Castaway Cay!

MELHOR SHOW: Disney’s Believe

MELHOR RESTAURANTE: Animator’s Palate

ATIVIDADE PREDILETA: Interação com os golfinhos em Nassau

QUANDO IR: Eu achei legal essa edição especial de Halloween, então vale a pena procurar algum temático e ver em qual época do ano acontece para se programar! 

QUANTO TEMPO FICAR: Quatro noites é MAIS do que suficiente! A programação é muito intensa e cansativa! Hahaha

O QUE LEVAR NA MALA: O menos possível! Hahaha. Neste caso menos é muito mais! Em termos de roupas, o navio é super descontraído e não tem muita frescura, então nem pense em trazer roupas mais formais ou arrumadas, muito menos terno ou algum tipo de salto! O traje indicado na maioria das noites (se não optar pela fantasia kkk) é “cruise casual”, então um vestidinho midi ou aqueles de malha são ideais para mulheres. Eu levei quatro vestidos e uma sandália rasteira para usar a noite – nada mais! Eu geralmente sinto frio em lugares com ar condicionado nos Estados Unidos, e no navio da Disney não poderia ser diferente, então vale levar uma malha leve para usar a noite ou quando estiver nas partes internas do navio – o teatro é sempre gelado! Eu levei um cardigan preto. A verdade é que nesses cruzeiros costuma ter de tudo – gente esculachada demais, arrumada demais e gente fantasiada! Kkk. Fique no meio termo que você vai se dar bem kkk. Para brincar nos escorregadores também sugiro levar maiôs ao invés de biquínis – você vai usar mais! E crianças deveriam levar aqueles “aquasocks” que são antiderrapantes e protegem os pés dos pisos quentes. Nós compramos um par para o meu sobrinho no Target em Miami, mas vi que também vende na lojinha do navio no deck 11. Não esqueça de levar as suas fantasias também – é divertido, prometo! Por último, o navio não tem um caixa eletrônico então traga cash suficiente para os programas nos portos e para pagar as gorjetas no final da viagem.

A INTERNET 

Para vocês que não sabem viver sem internet hahaha aqui vão umas últimas dicas e informações do navio!! Não existe Wi-Fi gratuito no navio, mas é possível comprar um pacote de dados que funciona em todas as partes do navio. Eu comprei “alguns” (confesso hahaha) e achei a velocidade MUITO boa! A internet é cara, os dados são consumidos em tempo recorde kkk, mas pelo menos funciona e é rápido! Pior seria pagar caro e não funcionar direito…eu já vi isso acontecer antes em outros navios! A internet é cobrada por volume de dados e eles oferecem quatro tipos de pacotes: “pay as you go” (imagina o perigo!), 100MB, 300MB e 1000MB. Não preciso nem dizer que o certo é comprar o pacote maior que custa USD 89. A longo prazo ele acaba sendo o mais barato. Uma coisa que achei legal é poder usar esse pacote de dados em quantos dispositivos você quiser – não tem limite. Eu aprendi rapidamente a preservar os meus preciosos megabytes hahah! Eu deixava o Wi-Fi desligado a maior parte do tempo para não consumir meus dados e ligava ele apenas algumas vezes por dia, por um curto tempo. Eu deixava acumular mensagens e e-mails, baixava rápido e depois desligava novamente. Eu deixava para responder tudo com calma, com o Wi-Fi desligado, e depois ligava rapidamente para enviar tudo. Também vale desligar atualizações automáticas dos aplicativos. É impressionante como TUDO consome dados! Quando você vê – BUM – acabou o seu pacote. Se você tiver um chip com número americano, cuidado!! O seu celular irá funcionar perfeitamente em alto mar, mas o susto virá depois na conta! Hahaha. Os preços cobrados de roaming são ALTÍSSIMOS! É algo absurdo, tipo 8 USD por MB – eu sei porque meu pai recebeu uma mensagem da AT&T avisando, então fica a dica! Melhor comprar o pacote de dados mesmo!

Comentários

comentários

Related Posts

Voltar