Meus posts favoritos 11/12/2016

Semana passada estive em Miami para o Art Basel, a feira de arte que transformou a cidade em um pólo cultural! Essa é a semana mais cheia da cidade — é impossível achar um quarto de hotel bom de última hora e muito menos uma reserva em algum restaurante badalado caso não tenha reservado com pelo menos duas ou três semanas de antecedência! Fiz um bate-volta rápido e valeu a pena, pois meus quatro dias renderam muito!

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO

Na sexta, após uma corrida matinal pela orla de Miami Beach, passamos a manhã na feira de arte no Convention Center de Miami. O lugar é enorme e dá para passar facilmente um dia inteiro lá dentro! As melhores galerias de arte do mundo expõem seus acervos aqui e os preços das obras de arte chegam a ser astronômicos! Uma das peças mais caras da feira esse ano foi o brilhante azul do Jeff Koons. Entre as centenas de obras, você encontra artistas como Pablo Picasso, Roy Lichtenstein, Jean-Michel Basquiat, Keith Haring, Frank Stella, Damien Hirst, Yayoi Kusama, George Condo, Carlos Cruz-Diez, Julio Le Parc e o brasileiro Luiz Zerbini. Veja abaixo algumas fotos :

Fizemos um “late lunch” às 3:30pm no NOBU do Eden Roc Hotel. Aliás, foi uma descoberta boa: o restaurante abre para o almoço e o serviço é contínuo até o final do jantar. Sentamos no terraço e comemos os básicos de sempre hahaha

Após o almoço fomos na feira X Contemporary dentro do hotel mas não gostamos muito. Além de ser muito pequena não tinha nenhuma obra que chamasse a atenção!

Seguimos em direção à SCOPE que todo ano é montada dentro de uma tenda na praia de South Beach, na Ocean Drive entre a 8th e 9th Street. Na minha opinião, de todas essas exposições menores, a SCOPE é a melhor. Feita para ser “low budget”, as obras e instalações daqui têm um preço mais acessível. É super bacana e divertido. Gostei tanto que voltei uma segunda vez no domingo!

O jantar na primeira noite foi no tailandês NaiYaRa em Sunset Harbour. Informal mas super badalado, foi a escolha perfeita para sexta-feira! Recomendo provar aqui o drink Mekong Mule. Pedimos um monte de entradinhas para dividir na mesa, e de prato principal pedi o “Pad See Ew” de carne, que estava uma delícia, super temperado! Em seguida fomos numa festa na praia que estava tendo no Soho House. Todo ano eles montam uma tenda na praia em frente ao hotel e durante Art Basel toda noite tem uma festa. Na sexta tocaram os Martinez Brothers, DJs top de Ibiza.

Onde comer em Miami - NaiYara, Sunset Harbour

SÁBADO, 3 DE DEZEMBRO

A primeira parada do dia foi Wynwood! Tinha lido que os Wynwood Walls estavam com alguns murais de grafitti novos então quis conferir! No fundo não tinha muita coisa nova mas é sempre legal! O bairro em si tinha muitos murais novos espalhados, artistas pintando na hora lá, e tava super agitado! Quando passeio por lá adoro observar as frases pintadas no chão, acho muito engraçado!! hahahaha Entramos em algumas galerias pequenas do bairro que estavam com coisas divertidas!

Em seguida fomos na feira de arte chamada Spectrum e na Red Dot. Apesar de diferentes elas estavam juntas esse ano, com uma mesma entrada e conectadas por dentro. A Spectrum foi uma decepção!! Só tinha porcaria! Parecia uma feirinha… imagino que diferente de outras feiras mais conceituadas, essa não teve  curadoria – uma pré-seleção. A Red Dot estava melhor e tinha umas coisas legais. Um dos objetos que mais chamou nossa atenção foi uma caixa quadrada com um display de vídeo que mostrava uma chinesa balançando. O efeito é incrível!! Pena que minha bateria acabou e não tirei foto!

Pulamos outras feiras menores e fomos direto para a Pulse na 46th Street com a Collins Avenue, já que ela tinha sido bem elogiada por alguns amigos. A feira foi bem legal, valeu a pena. Ela é dividida em duas tendas que ficam na praia, uma em frente a outra. Em destaque estavam as tal “marble balls”, que são bolas gigantes com imagens que lembram o efeito do mármore.

Estava tão cansada que depois que cheguei em casa não consegui sair mais! Jantei e capotei!

DOMINGO, 4 DE DEZEMBRO

Basicamente, passei o domingo inteiro pedalando com direito a algumas paradas kkk Essa é uma das coisas que eu mais amo em Miami – andar de bike por South Beach. Vou com minha bicicleta para todos os lugares! Fizemos um pit stop na Lee & Marie’s Cakery Company na South Pointe Drive para tomar uma limonada e beber um café. O lugar é super fofo, e é uma opção legal para café da manhã, zero turista. Paramos também na tenda Untitled (na praia entre a 10th Street e a Ocean Drive). Essa feira estava legal mas a verdade é que depois da Scope e da feira principal no convention center fica difícil comparar…

O Collins Park todo ano ganha instalações divertidas durante Art Basel então sempre gosto de parar lá pra ver! O parque é pequeno e fica em frente ao estacionamento que tem entre o W Hotel e o Setai. Esse ano, como o renomado Bass Museum está reformando e não conseguiu abrir a tempo, ele doou 12 instalações de arte para o parque, uma delas sendo o famoso totem colorido de Ugo Rondinone, igual aqueles que estão atualmente no deserto de Nevada na instalação temporária chamada Seven Magic Mountains. Por sinal, esse totem neon foi uma doação permanente, então mesmo após Art Basel vocês poderão vê-lo.

Almocei com alguns amigos no Ocean Grill do Setai Hotel, do lado da piscina e da praia. O lugar é super agradável, todo aberto!  De entrada beliscamos algumas pizzas (margherita e trufada) e de prato principal pedi um beef tenderloin. As vezes eles enchem o saco e só permitem hóspedes no restaurante, mas aí basta falar que você está hospedado lá e falar qualquer número de quarto hahaha sempre funciona! kkkk

Onde comer em Miami - Ocean Grill, no Setai Hotel

Jantamos no restaurante nova-iorquino novo chamado Upland. Ele fica na Collins Avenue entre a 1st e a 2nd Street. O cardápio tem influências italianas e é pequeno, mas até que é variado! A decoração do lugar é super linda, tem algumas mesas simpáticas do lado de fora, e você logo percebe que o restaurante tem o estilo de NY. A comida é excelente, vale a visita! Única reclamação seria a acústica…o ambiente é um pouco barulhento.

Onde comer em Miami - Upland

SEGUNDA-FEIRA, 5 DE DEZEMBRO

Acordei e fui ver a exposição “Form Into Action” do argentino Julio Le Parc no Pérez Art Museum Miami (PAMM) e adorei! Com mais de 100 obras, foi uma das exposições mais legais que vi recentemente! Recomendo super! A exposição ficará aberta até 19/03/2017! Não deixem de ir se passarem por Miami! No final do tour fui na lojinha do museu porque sempre encontro coisas interessantes por lá, seja livros, bijoux, objetos de decoração ou cacarecos. Aliás, adoro ir em loja de museu! Sempre fuço todas!

O último almoço foi no Smith & Wollensky em South Pointe Park….um clássico mas sempre bom! O tempo estava uma delícia, temperatura perfeita e céu azul então sentamos do lado de fora. Para quem gosta, as ostras daqui são ótimas! E o pãozinho quentinho que servem de couvert é tudo de bom! O mac’n’cheese trufado que é servido como acompanhamento é campeão (melhor que o do Prime 112 na minha opinião). As mesas e o barzão do lado de fora são disputados a qualquer hora do dia! É legal ir para people watch hahaha

PARA VER MAIS RESTAURANTES EM MIAMI, CLIQUE AQUI!

Comentários

comentários

Related Posts

Voltar